Mobilidade

CTT aderem ao Pacto de Mobilidade Empresarial para a cidade de Lisboa

CTT aderem ao Pacto de Mobilidade Empresarial para a cidade de Lisboa

Os CTT assinaram o Pacto de Mobilidade Empresarial para a Cidade de Lisboa, a convite da Câmara Municipal de Lisboa, do World Business Council for Sustainable Development (WBCSD) e da BCSCD Portugal. Trata-se de um acordo público, voluntário, livre de encargos e colaborativo, entre a Câmara Municipal de Lisboa e as empresas, com o objetivo de melhorar ativamente a mobilidade na cidade de Lisboa, através do desenvolvimento de ações de mobilidade mais ecológicas, seguras e eficientes.

Para João Bento, CEO dos CTT, “a adesão a este pacto reforça publicamente o compromisso dos CTT em matéria de mobilidade sustentável e de gestão carbónica, numa atitude contínua de envolvimento, transparência e compromisso”.

O responsável dos CTT salientou, ainda, que a empresa “tem feito um forte investimento não apenas na redução de consumos e desperdício, mas também na eletrificação da frota, através da adaptação da nossa rede aos desafios da sustentabilidade e da mobilidade urbana, e realizando compensação carbónica das emissões”, concluindo que, com a assinatura deste pacto “unimos esforços, partilhamos conhecimentos, e, em conjunto, contribuímos para uma cidade mais sustentável.”

O Pacto de Mobilidade Empresarial para a Cidade de Lisboa prevê várias medidas de promoção e implementação de soluções de mobilidade urbana sustentável, que devem contribuir para reduzir emissões e níveis de poluição, promover uma maior eficiência económica e ambiental, ao mesmo tempo que devem contribuir para melhorar a experiência urbana de quem vive e visita as cidades.

Assenta essencialmente em três pilares de atuação: otimizar e descarbonizar as operações e as frotas das empresas que subscrevem o compromisso; promover a integração e a conectividade multimodal coletiva, aumentando a mobilidade partilhada e ativa para reduzir o congestionamento e promover a descarbonização dos transportes; e fomentar o crescimento da cultura de transporte multimodal coletivo e inclusivo.