Óleos usados recolhidos para reciclagem

9 de Abril - 2009

Os Serviços Municipalizados de Aveiro celebraram um protocolo com a Enviroria, para a instalação de 78 oleões, com vista à sua reciclagem e transformação em biodisel.

Os Serviços Municipalizados de Aveiro celebraram um protocolo com a Enviroria, para a instalação de 78 oleões, com vista à sua reciclagem e transformação em biodisel.

 

Terá então início a recolha selectiva dos óleos usados, sobretudo junto dos estabelecimentos de restauração e das escolas, sendo que este é um serviço gratuito e voluntário para os utilizadores, de acordo com o vice-presidente da Câmara de Aveiro, Carlos Santos.

 

A Enviroria, que é a parceira privada, é uma empresa especializada na recolha de óleos usados, que foi escolhida através de concurso e, que numa primeira fase se comprometeu em instalar 42 oleões em espaços públicos, que ficarão juntos aos ecopontos, e 36 em cantinas e equipamentos escolares.

Já numa fase posterior esta parceria prevê, que a cobertura dos oleões venha a atingir os 144 em espaços públicos e 72 em unidades escolares.

 

Assim, no início o rácio será de um oleão por cada 2500 habitantes, mas o objectivo é que este seja equivalente à cobertura dos ecopontos, ou seja, de uma unidade para cada 500 habitantes.

 

O óleo que será recolhido é depois entregue a uma refinaria perspectivando-se, de acordo com a agência Lusa, a instalação de um produtor dedicado na região, onde a Prio, do grupo Martifer, tem em instalação uma fábrica de biodisel.

 

Segundo Fernando Silva, da Enviroria, que também recolhe os óleos usados de Oliveira do Bairro, o que se pretende é abranger toda a região, através de um sistema fácil e limpo que considerou ser um projecto ambiental «de segunda geração». Acrescentando ainda que «os municípios serão também chamados a incorporar nas suas frotas de autocarros o biodisel produzido a partir dos óleos usados que serão recolhidos».

 

Segundo Pedro Ferreira, da administração dos SMA, a autarquia de Aveiro tem vindo a fazer esforços para a valorização dos resíduos, desde que estes passaram em 2008 para os seus Serviços. «Já fazemos a reciclagem do papel, do plástico e dos artigos eléctricos e vamos passar a fazer também dos resíduos verdes, resultantes da jardinagem, a partir de Maio, em parceria com a Portucel», reiterou.

Outras publicações do Grupo