Transportes

ANTRAM dá quatro dias ao Governo para responder a propostas do setor

ANTRAM dá quatro dias ao Governo para responder a propostas do setor

A Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) revelou esta segunda-feira (28 de maio) que apresentou ao Governo, durante uma reunião com o Secretário de Estado das Infraestruturas, várias medidas para “inverter a atual situação do setor”. A associação indica que espera uma resposta do Executivo nos próximos quatro dias.

Entre as propostas apresentadas pela associação estão, por exemplo, “o alargamento do regime do gasóleo profissional por mais dois anos”, bem como a “majoração com os custos de combustíveis, para efeitos de IRC”, refere a ANTRAM numa nota enviada às redações. A associação pediu também que o setor passe a ser abrangido pelo Regime Fiscal de Apoio ao Investimento (RFAI), já a partir de 2019.

A ANTRAM sublinha que estas medidas ajudarão o setor a “inverter a situação atual” e a alcançar a “sustentabilidade e viabilidade” e refere que espera uma resposta dentro de quatro dias, período após o qual “estará totalmente solidária com as ações que as empresas de transporte decidirem definir” caso não haja resposta por parte do Governo.

No início deste mês, a ANTRAM esteve reunida com o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) depois de ter criticado o “mau funcionamento” desta entidade e de ter ameaçado com uma paralisação do setor.