Transportes

Bosch e Daimler testam condução autónoma nos EUA

Bosch e Daimler testam condução autónoma nos EUA

A Bosch e a Daimler estão a desenvolver uma solução de condução automatizada e sem condutor. A Califórnia, nos EUA, foi o local escolhido para fazer os primeiros testes de uma solução que, segundo as empresas, deverá arrancar no primeiro semestre de 2019 com a oferta de um serviço de transportes com veículos autónomos em rotas selecionadas em zonas metropolitanas daquele estado norte-americano.

“A Daimler Mobility Services está prevista como operadora desta frota de testes e o serviço de mobilidade baseado em aplicações. O projeto piloto vai demonstrar de que modo serviços de mobilidade, como carsharing (car2go), ride-hailing (mytaxi) e plataformas multimodais (moovel) podem estar conectados de uma forma inteligente para moldar o futuro da mobilidade. Nesta parceria, a Nvidia vai fornecer a sua plataforma Drive Pegasus alimentada por processadores de IA automóveis de alto desempenho, juntamente com o software de sistemas que vai processar os algoritmos de condução de veículos produzidos pela Bosch e pela Daimler, utilizando métodos de machine-learning. Como resultado, a rede de ECU (Unidades de Controlo Eletrónico) vai alcançar uma capacidade computacional de centenas de triliões de operações por segundo, assemelhando-se ao desempenho fornecido por pelo menos seis estações de trabalho com computadores altamente avançados e sincronizados”, explicam as empresas em comunicado.

Michael Hafner, Chefe de Condução Autónoma da AG, sublinha que “o fator decisivo é introduzir um sistema seguro, confiável e maduro. A segurança é a maior das prioridades e é o tema constante de todos os aspetos e etapas de desenvolvimento do caminho para o início da produção em massa. Em caso de dúvidas, a perfeição vem antes da velocidade.”