Transportes

Ceetrus transforma Gare du Nord em Paris para receber 900 mil passageiros por dia

Ceetrus transforma Gare du Nord em Paris para receber 900 mil passageiros por dia

A Ceetrus, antiga Immochan, que recentemente foi alvo de um rebranding, está a remodelar a Gare du Nord em Paris, aquele que é um dos principais terminais ferroviários da Europa. De acordo com a empresa, este projeto de transformação tem como principal objetivo “a adaptação do espaço à evolução da sociedade, triplicando a sua dimensão, até 2024”.

No âmbito deste projeto, a empresa irá colaborar com a SNCF Gares & Connexions — divisão da SNCF (Société Nationale des Chemins de Fer Français) – para ampliar a Gare du Nord. Para além disso, serão ambas responsáveis pela sua exploração comercial por um período de 35 a 46 anos.

Em comunicado, a Ceetrus explica que um dos objetivos é a preparação para os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024, para os quais se pretende “triplicar o volume da Gare du Nord, passando de 36 mil para 110 mil metros quadrados, tornando o tráfego, daquele que é o terminal ferroviário mais movimentado no espaço europeu, mais fluído, confortável e seguro para os passageiros. Por outro lado, este projeto vai fazer nascer um novo distrito na cidade, com serviços de restauração e comerciais, escritórios, infraestruturas de desporto e cultura.”

Com a transformação de que será alvo, a Gare du Nord passará a contar com 20 817 metros quadrados para espaço comercial, 7 312 metros quadrados para escritórios e 5 689 metros quadrados para coworking e 1 771 metros quadrados para restauração. Para além disso, os responsáveis pelo projeto revelam que a infraestrutura contará com espaços verdes e irá produzir energia renovável.

Atualmente, este terminal ferroviário recebe cerca de 700 mil passageiros por dia. Com a remodelação, espera-se que este número aumente para 800 mil passageiros em 2024 e 900 mil em 2030.