Transportes

Huawei põe smartphone a conduzir automóvel

Huawei põe smartphone a conduzir automóvel

A Huawei testou recentemente a utilização de um smartphone com funcionalidades de Inteligência Artificial (IA) na condução de um automóvel. O projeto RoadReader pretende colocar à prova as capacidades de aprendizagem, velocidade e desempenho de um smartphone.

De acordo com a tecnológica, “ao contrário de outros veículos autónomos que não necessitam de condutor, e que simplesmente detetam obstáculos, a Huawei num teste recente acrescentou a um desses automóveis o poder de ‘entender’ o contexto ao seu redor. Isto torna o smartphone capaz de distinguir até 1000 objetos diferentes, incluindo um animal, uma bola ou uma bicicleta, e a optar pela direção mais indicada de modo a prevenir uma colisão.”

A maioria dos automóveis autónomos, atualmente em desenvolvimento, depende do poder de processadores desenvolvidos por terceiros.

“O nosso Huawei Mate 10 Pro já é excelente no reconhecimento de objetos e queríamos estudar se, num curto período de tempo, conseguiríamos ensiná-lo a utilizar capacidades de IA para detetar certos objetos e aprender a evitá-los”, explica Andrew Garrihy, Diretor de Marketing da Huawei Western Europe. “Se a nossa tecnologia é inteligente o suficiente para conseguir isso em apenas cinco semanas, que mais será possível?”

O projeto RoadReader e as capacidades do Huawei Mate 10 Pro serão apresentados no próximo Mobile World Congress (MWC), que decorre esta semana, em Barcelona.