Transportes

Mercedes-Benz Classe X: que classe!

Mercedes-Benz Classe X: que classe!

Desde que foi anunciada, a Classe X da Mercedes tem gerado muita curiosidade. A Logística & Transportes Hoje foi dos primeiros órgãos de comunicação social em Portugal a testar esta elegância bruta de uma pick up que faz virar cabeças quando passa na rua.

Fruto do acordo que a Mercedes tem com o grupo Nissan/Renault, a marca de Estugarda decidiu lançar-se no mundo das pick ups. Mas para aqueles que pensam que este Classe X é uma Navara com uma estrela na grelha enganam-se, redondamente, a plataforma é a mesma e à primeira vista existem parecenças físicas, mas tudo o resto é diferente. Muito diferente.

Mercedes-Benz Classe X: que classe!
A primeira ideia que nos veem à cabeça é que esta viatura é uma elegância bruta. De fato mal olhamos para os pormenores desta Classe X vemos que apesar de ser uma máquina de trabalho, é mais do que isso. Os olhos ficam logo colados às vistosas jantes de 19 polegadas que equipavam a versão que testamos. E ficamos na dúvida: é uma máquina de trabalho ou uma pick up de luxo? A resposta não tarda: as duas coisas. A Mercedes não fecha aos olhos à grande tendência que chega ao mundo das quatro rodas depois da ascensão dos SUV’s, as pick ups para uso particular e não profissional.
Mas continuemos a examinar o exterior desta viatura que não deixa ninguém indiferente – e não estamos a exagerar. Caixa aberta com proteção de plástico – nesta versão – que dão um ar mais digno à caixa de trabalho. Mas é a grelha, com a estrela da Mercedes, que se destaque na parte exterior do veículo. Muitas cabeças se voltaram para ver esta pick up quando a conduzia por espaços mais citadinos ou rurais. Até chegou a acontecer ver condutores de outras pick ups ficarem boquiabertos à passagem desta jovem pick up. Mais parecia um daqueles anúncios feitos em câmara lenta. E não estou a exagerar, palavra de jornalista!

Interior de luxo

Outro dos fatores que se distinguem nesta Classe X são os interiores. Enquanto que noutras pick ups parece que o luxo é propositamente disfarçado porque são máquinas de trabalho, a Mercedes não teve quaisquer problemas em dar um grande requinte no interior. E não estou a mencionar o equipamento, que nesta versão era muito completo, mas sim nas linhas, no alumínio escovado que domina o tablier, no tablet incluído na viatura – aqui uma crítica -, já que o software podia ser um nada menos conservador e mais bonito. De resto, temos direito a tudo o que podermos pagar: desde bancos aquecidos, mudanças automáticas. O espaço de condutor é fantástico bem como dos passageiros. Sem problemas há espaço para 5 pessoas, sendo o ideal quatro. Para quem já testou uma Navara confesso que fiquei a pensar onde foram os engenheiros da Mercedes descobrir tanto espaço…

Mercedes-Benz Classe X: que classe!

Força bruta

Em relação ao motor, e tendo em conta que apenas não o testamos em condições extremas, a sua potencia sente-se a cada mudança – automática de velocidade. Muita força no início e velocidade em auto-estrada. Em cidade…é complicado. Contudo, pelas suas dimensões, não é fácil conduzir este volume de viatura nas ruas da cidade. Não que a direção e a ajuda preciosa das câmaras traseiras e frontais não facilitem, mas é difícil. Nem imaginamos arrumar esta pick up sem o auxilio das câmaras.
Ainda em relação à condução, não a testamos muito tempo com a tração às quatro rodas, mas confesso que ficamos surpreendidos com os gastos. Não são económicos, mas estávamos a contar com uma pick up que consumisse mais. É um veículo muito confortável e que nos fez pensar a quem irá satisfazer.

Mercedes-Benz Classe X: que classe!
Sendo que a Mercedes anunciou que o Classe X pode ter várias versões – desde rodas bem cardadas, a máquinas mais estoicas do que o modelo que testamos, o certo é que pela sua condução, comportamento, design, vamos certamente passar a ver muitas pick ups destas pelas estradas e pelos montes de Portugal. É um veículo híbrido. Não estamos a escrever sobre motorizações, mas de uso. Tanto para o trabalho como para o laser, mas sempre a dar nas vistas!