Transportes

Renault apresenta ‘robot-veículo’ elétrico

Renault apresenta ‘robot-veículo’ elétrico

A Renault apresentou no Salão Internacional do Automóvel de Genebra o seu conceito de ‘robot-veículo’ elétrico, um veículo criado a pensar na mobilidade urbana e para promover novas formas de deslocação nas cidades com trânsito.

O Renault EZ-GO é, de acordo com a marca, “o primeiro concept de robot-veículo elétrico, autónomo e partilhado, que permite aos utilizadores deslocarem-se desde um local identificado – uma estação – ou geolocalizado por uma aplicação.”

Thierry Bolloré, Diretor Geral Adjunto do Grupo Renault, explica que “os serviços de mobilidade por medida e partilhada constituem uma oportunidade extraordinária para a Renault, sobretudo quando se trata das cidades. Muitas delas abrigam uma população envelhecida (ou, pelo contrário, muito jovem) que procura novas soluções de mobilidade. Já começámos a desenvolver novos serviços de mobilidade e sabemos que o Grupo Renault está em ótima posição para investir neste mercado potencial com serviços de mobilidade elétricos, conectados e autónomos, vocacionados tanto para os particulares como para as empresas. O nosso novo concept oferece uma pré-visualização do que poderemos esperar no futuro.”

Renault apresenta ‘robot-veículo’ elétrico

O EZ-GO é o primeiro modelo de uma série de veículos criados pela Renault no âmbito do desenvolvimento dos seus serviços de mobilidade e que serão revelados ao longo deste ano. Sobre este veículo, agora apresentado, o fabricante automóvel refere que “favorece ativamente a segurança dos passageiros, graças à velocidade máxima de 50 km/h. Além disso, a amplitude da sua porta frontal permite entrar e sair do veículo com toda a segurança e longe da zona de circulação, com iluminação do local onde a plataforma se irá estender no solo.”

O Renault EZ-GO inclui um sistema de carregamento de baterias por indução, para uma ligação automática sem intervenção humana, e estão disponíveis carregador por indução para os smartphones dos passageiros.