Transportes

Scania lança ‘nova geração’ de urbanos para transporte sustentável

Scania lança ‘nova geração’ de urbanos para transporte sustentável

A Scania apresentou no passado mês de maio a sua nova geração de veículos urbanos para operações de distribuição e transporte, recolha de resíduos e de emergência. A LOGÍSTICA E TRANSPORTES foi conhecer a nova gama que aposta na eficácia e na sustentabilidade.

Novos motores, novas cabinas e novas opções de personalização são a aposta do fabricante para liderar em soluções sustentáveis no transporte urbano. Alexander Vlaskamp, Senior Vice President Scania Trucks, explica que “a Scania tomou a decisão estratégica de acrescentar novos serviços e uma gama de produtos mais versáteis, no que se refere quer aos motores, quer às cabinas. A capacidade dos operadores e dos compradores de transportes de personalizarem uma solução sustentável no diálogo com a Scania está a atingir novos níveis, independentemente da aplicação urbana ou do tipo de desafios envolvidos. A sustentabilidade é a questão-chave para as cidades em todo o mundo.”

De acordo com a Scania, estima-se que, no espaço de uma década, 60% da população mundial viva em cidades, um dado que está a impulsionar a Scania a apostar no desenvolvimento do segmento urbano. Henrik Eng, Product Director da Urban Scania Trucks, defende que “a razão para o desenvolvimento e implementação de soluções de transporte sustentáveis é a parceria e o foco na rentabilidade. Ao assumirmos e convertermos os desafios dos clientes em produtos e serviços que os ajudem a lidar com os seus compromissos de uma forma sustentável em áreas urbanas, estamos também a assegurar o nosso próprio futuro. Estamos a desenvolver soluções que assegurem que os operadores nas principais cidades do mundo são capazes de lidar com os desafios que se lhes colocam.”

Scania lança ‘nova geração’ de urbanos para transporte sustentável

Uma das grandes revelações do fabricante foi a nova cabina de tripulação Scania CrewCab de base P, disponível em dois tamanhos. “A nova cabina de tripulação Scania CrewCab caracteriza-se pelo facto de ter sido industrializada e modularizada, o que, em termos simples, significa que oferece exatamente a mesma qualidade, conforto e segurança das nossas outras cabinas”, explica Henrik Eng, Product Director, Urban, Scania Trucks. “É totalmente livre de riscos desnecessários e de soluções especiais, apesar de se tratar de produtos altamente especializados, adaptados para tarefas exigentes, quando a vida pode estar em risco.”

Segundo o fabricante, a área do compartimento reservada à tripulação pode ser equipada com tudo, desde sistemas de AC e aquecimento separados, controlados manual ou automaticamente, e conjugados com o sistema básico do veículo. Os assentos podem ser em bancos separados ou bancos corridos e ser equipados com diversas configurações de cintos de segurança.

Scania lança ‘nova geração’ de urbanos para transporte sustentável

Para desta novidade, a marca criou uma nova janela de segurança na porta do passageiro, em todas as suas versões das cabinas P e L, uma janela em posição baixa na porta do passageiro que aumenta a visibilidade do condutor para detetar peões vulneráveis da estrada, como crianças e ciclistas. “Para condutores que operam muitas vezes em ambientes urbanos, uma janela na porta proporciona margens de segurança maiores e reduz significativamente os níveis de stress”, acrescenta Henrik Eng.

“O herói da operação urbana”

A Scania revelou ainda a nova série L, uma série de cabinas com entrada rebaixada e que, de acordo com a empresa, “é a joia da coroa da nossa oferta urbana”. “Existe uma clara tendência para cabinas com entrada rebaixada e que tradicionalmente eram utilizadas sobretudo em camiões de recolha de lixo, mas que agora estão a ter uma aplicação cada vez mais frequente. Há cerca de uma década, muitas pessoas ter-se-iam surpreendido com um camião basculante com uma cabina de entrada rebaixada, mas em breve essa será uma visão usual em algumas grandes cidades. As concessões que precisa de fazer em termos de distância ao solo e de ângulos de ataque são compensadas pelas vantagens daqueles que conduzem principalmente na cidade, permitindo-lhes um melhor nivelamento com o terreno à sua volta”, conclui Henrik Eng.