Transportes

Transportes registam mais de 8.000 reclamações nos primeiros seis meses de 2019

ANTRAM solicita implementação de medidas de apoio ao setor

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) recebeu e tratou 8.713 reclamações, entre janeiro e junho de 2019, segundo os dados revelados pelo “Relatório sobre Reclamações no Ecossistema da Mobilidade e dos Transportes – 1.º semestre de 2019”. Segundo as conclusões retiradas deste relatório, das reclamações registadas no início do ano, 7.666 dizem respeito a reclamações inscritas no Livro de Reclamações dos diversos operadores e prestadores de serviços do setor da mobilidade e dos transportes, tendo as restantes 1.047 outras origens.

Dos motivos principais para as reclamações, constata-se que, entre janeiro e junho de 2019, 68% do total das reclamações, foram relativas ao cumprimento defeituoso ou incumprimento dos visados face às suas obrigações contratuais, aos preços, pagamentos ou bilheteiras e à qualidade do atendimento.

O primeiro semestre de 2019 registou, assim, uma média diária de 48 queixas por dia, enquanto que, no segundo semestre de 2018, haviam sido registadas cerca de 57 reclamações por dia, o que representa um decréscimo na ordem dos -16%.

Comparativamente com o número de reclamações rececionadas no segundo semestre de 2018, verificou-se um decréscimo de -16,4% neste período, o equivalente a menos 1.718 reclamações.  No entanto, se compararmos com o primeiro semestre de 2018, verifica-se um aumento de 2,9%.

Em comparação com o 2º semestre de 2018, o número de reclamações registadas nos primeiros seis meses de 2019 verificaram uma descida generalizada em todos os setores. O maior destaque é para o subsetor ferroviário de passageiros, que registou menos 37% de queixas este período. Os subsetores fluvial e rodoviário de passageiros registaram, respetivamente, -16% e -14%.

Quanto ao subsetor de transporte de passageiros, o INE divulgou dados estatísticos para o 1.º semestre de 2019, que demonstram que, apesar da redução do número de reclamações face ao semestre anterior, houve um aumento generalizado no setor dos transportes, à exceção do transporte fluvial.

No setor ferroviário, o número de passageiros transportados atingiu, no primeiro semestre de 2019, o total de 80 milhões, o que se traduz num aumento de 7,2% face ao 2.º semestre de 2018. O transporte por metropolitano foi utilizado, no mesmo período, por 130,2 milhões de passageiros, o que representa um aumento de 7,4% face ao último semestre do ano anterior.

Já o transporte fluvial foi usado por cerca de 10,4 milhões de passageiros no primeiro semestre deste ano, o que representa uma diminuição de 13,8% em relação aos últimos seis meses de 2018.

À semelhança do semestre anterior, no 1.º semestre de 2019 foi dada a conhecer à AMT informação relativa a reclamações recebidas, fora do Livro de Reclamações, diretamente pelos operadores de transporte de passageiros contabilizando um total de cerca de 23.926 reclamações, menos 33% face ao semestre anterior.