Quantcast
Supply Chain

Hyster faz balanço de iniciativas de fabrico verde

A Hyster e o seu distribuidor autorizado em Portugal, GAM, estabeleceram objetivos ambientais ambiciosos a serem atingidos até 2026. Em comunicado, a empresa revelou o progresso até agora das suas iniciativas de fabrico verde e de produtos e soluções inovadoras para atingir a sustentabilidade.

“Parte do objetivo global é reduzir significativamente a nossa pegada global de carbono”, explicou a engenheira ambiental na Hyster Europe, Conal McNally.  “Além disso, foram estabelecidos objetivos ambientais para reduzir as emissões de carbono, as emissões de COV das operações de pintura e resíduos perigosos em 30% e o consumo de água em 20%. O nosso objetivo é também atingir a descarga zero de resíduos em todas as instalações e oferecer uma gama mais vasta de produtos alternativos que permitam aos clientes reduzir as emissões de forma rentável”, declarou ainda.

 

Atuallmente, a maioria dos resíduos criados no fabrico de empilhadores Hyster é reciclada. Por exemplo, em Nijmegen, nos Países Baixos, onde são fabricados os grandes camiões Hyster, qualquer resíduo não reciclável é incinerado na instalação de queima mais limpa dos Países Baixos. O calor excedente é utilizado para aquecer o edifício da fábrica e casas próximas. Foram também instalados painéis solares para fornecer parte da energia à central.

“Já atingimos o nosso objetivo de zero resíduos para aterro na nossa fábrica em Nijmegen”, acrescentou Conal. “E a fábrica que produz camiões Hyster em Craigavon, Reino Unido, também se expandiu com iniciativas verdes semelhantes no centro da sua conceção e construção”, informou ainda.

 

Noventa e sete por cento dos resíduos do centro são agora reciclados, e os resíduos para aterro foram reduzidos em quase 45 por cento.  Um especialista em plantas está a trabalhar para utilizar materiais de forma responsável na embalagem de produtos Hyster, e para tornar as embalagens cada vez mais recicláveis e sustentáveis.

Para apoiar ainda mais a redução da sua pegada de carbono, a Hyster está a transportar por água os Hyster ReachStackers desde as instalações de Nijmegen até ao porto principal de Zeebrugge, nos Países Baixos. “O transporte por água reduz o número de camiões na estrada, o que ajuda a poupar no consumo de combustível”, explica a empresa.

 

A Hyster está ainda a apostar em baterias de iões de lítio e células de combustível de hidrogénio. Assim como, estão a ser introduzidos motores Stage V compatíveis com as emissões da UE para camiões Hyster de grande porte com capacidades de 8 toneladas ou mais.