Quantcast
Portos

AOPL indignada com nova greve por parte dos estivadores em Lisboa

Porto Lisboa

A Associação de Operadores do Porto de Lisboa (AOPL), composta pelas empresas de estiva a operar no Porto de Lisboa, i.e., Grupo YILPORT, Grupo TMB e Grupo ETE, vem por este meio manifestar a sua indignação perante a atitude do Sindicato dos Estivadores, Trabalhadores do Tráfego, Conferentes Marítimos e Outros, sindicato representativo dos trabalhadores portuários de Lisboa, que decretado o Estado de Emergência e em plena situação de Pandemia, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), persiste em marcar nova greve, agora para o período de 14 de abril a 1 de junho, não obstante se encontrar suspenso o exercício do direito à greve.

“Tudo fazem para evitar a contratação de novos trabalhadores e insistem em perturbar o normal funcionamento do Porto de Lisboa, decisivo para o regular abastecimento das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores”, refere a AOPL em comunicado, salientando que “este não é um momento de greves, mas sim um momento de solidariedade, apoio e esforço conjunto em benefício de um bem maior”.

Mob Lab Congress 2020