Quantcast
Logística

Como preparar a logística para a ‘Black Friday’?

Black Friday

Com as restrições decorrentes da situação de pandemia covid-19, espera-se, mais do que nunca, que as compras da Black Friday sejam realizadas, maioritariamente, online. Conscientes disso, os negócios online têm vindo a preparar várias estratégias de forma a potenciar o maior volume de vendas.

Com esta maior apetência para as compras online, espera-se que as vendas cresçam em níveis históricos durante a Black Friday (27 de novembro), colocando extrema pressão sobre o retalho para atender ao número, inesperadamente, elevado de pedidos no tempo e eficiência exigidos.

Este aumento da pressão sobre a logística cria a necessidade preparar toda a operação logística para a Black Friday de forma a atender, plenamente, as expectativas dos clientes.

Independentemente da empresa gerir a sua própria cadeia de abastecimento ou a subcontratar com um parceiro logístico, um planeamento cuidadoso da cadeia de abastecimento é fundamental, bem como a aplicação das melhores práticas do setor de logística.

Existem várias formas de preparar a operação de logística para a Black Friday de forma mais eficiente e enfrentar os desafios inerentes à gestão das suas encomendas.

Cross training e cross docking
Formar a equipa durante todo o ano ajuda todos a desempenharem as funções necessárias durante a época alta. O cross training mantém as empresas livres de dificuldades, pois dá oportunidade aos colaboradores de aprenderem e obterem competências noutras funções, algo essencial numa época onde as lojas aumentam o número de pedidos para manter as prateleiras bem abastecidas. Por sua vez, as operações de cross docking permitem movimentar produtos rapidamente entre fornecedores e retalhistas, mantendo os custos de transporte baixos.

3PL serviços de valor acrescentado
A Black Friday e a Cyber Monday são as épocas em que os parceiros logísticos podem tornar-se um benefício adicional para os processos comerciais. Nesse sentido, vale a pena perguntar ao seu parceiro 3PL se ele oferece serviços de armazenamento temporário, pré-embalamento e serviços de valor acrescentado para embalagens ou ofertas especiais, de forma a gerir um maior volume de stocks durante os períodos de pico.

É importante também avaliar e propor ao seu parceiro expandir os períodos de encomendas, antecipando as promoções da Black Friday para evitar um aumento repentino de pedidos. Estes exemplos podem ajudar a melhorar a experiência do cliente, algo que os clientes apreciam nesta época mais movimentada do ano.

Entregas flexível
Um aumento repentino nos pedidos pode resultar em atrasos, sendo a preparação para o Natal já é uma época movimentada por si só e para as empresas de transporte e distribuição. Com tempos de envio mais longos e atrasos na entrega a covid-19 não veio ajudar, pois segundo um estudo da Adobe, 33% dos consumidores referem ter recebido encomendas depois do tempo esperado, algo que se fez sentir durante o período de bloqueio provocado pela pandemia.

Posto isto, é essencial ser transparente com os clientes sobre os inevitáveis tempos de envio mais longos e oferecer soluções eficazes. Ao fazer isso, pode gerir as expectativas dos seus clientes, o que, por sua vez, minimizará os contactos para o apoio ao cliente e ajudará a reter clientes, diminuindo também outros recursos e departamentos já sobrecarregados. Outra coisa que pode ajudar a manter seus clientes satisfeitos é oferecer uma variedade de opções de entrega na finalização da compra. Dessa forma, as pessoas podem optar por pagar mais ou menos dependendo da urgência com que precisam receber suas mercadorias. Para envios internacionais por exemplo, questione o seu parceiro logístico se poderá efetuar entregas ao sábado ou fornecer soluções DDP (Delivered Duty Paid) que permitem o pagamento de taxas na finalização da compra, minimizando mais atrasos nos envios e simplificando o processo para o comprador.

Cuide da sua equipa e incentive o trabalho em equipa
Não há pior momento para perder funcionários do que durante a época alta. No entanto, devido aos altos níveis de stress nos centros de distribuição e depósitos de encomendas durante a Black Friday e a Cyber Monday, esta época tende a sofrer de aumento na rotatividade dos colaboradores. Quanto maior a satisfação entre os funcionários, maior a sua produtividade; portanto, devemos fortalecer o compromisso com a cultura de trabalho da empresa nestes dias.

É altamente provável que seja necessário contratar colaboradores para esta época especifica. Por exemplo, os operadores logísticos a nível mundial habitualmente começam a contratar a meio de outubro na expectativa de apoiar o aumento previsto no volume de encomendas que começará em novembro e terminará em janeiro.

É bastante clara também a importância do trabalho em equipa, principalmente na última milha. Tarefas que vão desde a triagem dos volumes até a carga das viaturas e passando pela forma como os motoristas conduzem ao longo da rota, é importante perceber como os ajudar a lidarem com o trânsito habitual nesta altura do ano e encontrarem rotas mais eficientes para evitar desgastes desnecessários.

Faça o melhor uso da logística omnicanal
Os picos de vendas no retalho são os momentos perfeitos para fazer o melhor uso da logística omnicanal, que permite aos clientes obterem os seus produtos de uma fonte próxima à sua localidade, economizando tempo e transporte ao permitir que uma loja local despache o produto em vez de usar um centro distribuição mais distante da sua localização.

Não há dúvida de que a Black Friday e a Cyber Monday colocaram a logística em teste, mas, com os preparativos certos, a cadeia de abastecimento pode enfrentar esses desafios com agilidade.

Não importa que tipo de artigos a sua empresa vende ou em que volume, existem oportunidades de estabilização ou crescimento – mesmo durante uma pandemia.