Tecnologia

CTT e Saphety promovem fatura eletrónica

Os CTT e a tecnológica internacional de origem portuguesa, Saphety, estabeleceram, no passado mês de janeiro, um acordo para promoção da faturação eletrónica junto das empresas portuguesas.

O acordo para a comercialização conjunta de soluções de faturação eletrónica no mercado nacional, tem como objetivo a exploração das competências complementares das duas empresas e prevê a integração da solução de faturação eletrónica da Saphety, que é o SaphetyDoc, com os serviços de printing & finishing (formatação e produção documental) dos CTT, oferecendo ao mercado uma solução tecnológica integrada para emissão física e digital de documentos de faturação.

Desde 1 de janeiro, as empresas portuguesas com volume de negócios superior a 50 milhões de euros no ano anterior, são obrigadas a utilizar sistemas de faturação eletrónica.

As autoridades regionais e locais que, juntamente com as empresas privadas com mais de 250 empregados, devem começar a usar a fatura eletrónica a partir de 18 de abril de 2020. Assim, toda a administração pública portuguesa passará a utilizar a faturação eletrónica, tal como estabelecido na Diretiva Europeia 2014/55/UE. Os últimos a juntarem-se à fatura eletrónica serão as microempresas, as pequenas e as médias empresas, o que ocorrerá a 1 de janeiro de 2021.

O SaphetyDoc é permite o envio e receção de faturas eletrónicas com valor legal e de outros documentos comerciais como notas de encomenda, guias de remessa, entre outros, contemplando todos os requisitos legais associados à fatura eletrónica, desde a sua emissão, ao envio e à respetiva aprovação.

“Esta parceria é muito relevante para os CTT na medida em que permitirá aos atuais e futuros clientes de ambas as empresas acederem a um conjunto de serviços complementares de forma muito mais conveniente e que garantem o integral cumprimento das novas exigências legais. Ao integrar-se as competências de Printing & Finishing (P&F) e expedição dos CTT com o know how e tecnologia de fatura eletrónica da Saphety, as empresas e entidades públicas passam a ter ao seu dispor uma solução omnicanal única no mercado”, explicou João Bento, CEO dos CTT.

“Até ao final do ano milhares de empresas terão obrigatoriamente de faturar eletronicamente ao Estado. Trabalhar em conjunto com os CTT vai possibilitar acelerar a nossa capacidade e capilaridade de resposta ao mercado, e permitir às empresas cumprirem estas novas obrigações legais. Estamos muito entusiasmados com esta parceria”, referiu Rui Fontoura, CEO da Saphety.