Quantcast
Logística

DB Schenker abre novo terminal sustentável em França

DB Schenker

A DB Schenker anunciou, esta semana, a continuação do seu plano de expansão na Europa com a abertura, em Châteaulin, uma região da Bretanha Francesa, de um novo centro logístico sustentável. O terminal terá uma plataforma de 3.090 metros quadrados e será uma das quatro novas sucursais que a empresa abriu em França em 2020.

A DB Schenker definiu um plano de investimento imobiliário em França de 200 milhões de euros durante cinco anos, desenvolvido entre 2018 e 2022, refletindo o empenho contínuo do fornecedor de logística no crescimento da sua rede europeia, particularmente em França.

Gérard Loaec, diretor do novo terminal francês, explica que “o edifício estabelece um novo padrão em termos de eficiência e sustentabilidade, sem comprometer a qualidade. Esperamos começar a trabalhar muito em breve na nova sucursal, o que nos permitirá oferecer aos nossos clientes os melhores e mais rápidos serviços”.

O terminal de Châteaulin da empresa que opera na gestão e logística da cadeia de abastecimento, com os seus 39 portões e 734 metros quadrados de espaço destinado a escritórios, combina tecnologias sustentáveis, como a iluminação LED, com a manutenção das instalações, evitando a utilização de produtos químicos.

Durante a sua construção, foi também preservada uma área arborizada da região, para proteger a biodiversidade do território.

Um plano pan-europeu para impulsionar o crescimento da DB Schenker
Além deste investimento em França, a DB Schenker tem outro centro logístico em construção na Áustria, especificamente na região de Ebensee. O novo terminal, cuja conclusão está prevista para o final deste ano, criará mais de 30 novos postos de trabalho e consistirá num novo centro de transbordo de 1.200 metros quadrados e num edifício de escritórios de 500 metros quadrados. A empresa também anunciou recentemente um investimento de 26 milhões de euros para a abertura de um novo centro de operações na Finlândia. Este é o segundo maior terminal de transporte terrestre da empresa, sendo um porto de embarque essencial para a transferência de mercadorias de e para a Escandinávia.