Quantcast
Transportes

DB Schenker transporta maior máquina montada sobre carris do mundo

DB_Schenker

A DB Schenker entregou com sucesso quase 200 componentes para a maior máquina montada sobre carris do mundo, com um peso total de 90.000 toneladas de carga, destinados ao projeto South Flank da BHP. Este projeto, considerado uma das maiores operações de minério de ferro do mundo, avaliado em 3,6 mil milhões de dólares, localiza-se na região de Pilbara, na Austrália Ocidental. Uma vez montados pelos engenheiros da Thyssenkrupp Mining Technologies, as empilhadoras e escavadoras, totalmente autónomas, transportarão cada uma 20.000 toneladas de minério de ferro por hora, num dos projetos mineiros mais extensos do mundo.

“O tamanho das máquinas exigiu que a Thyssenkrupp ultrapassasse os desafios de vanguarda ao nível da engenharia, logística e construção”, admitiu Zoran Matijevic, Project Diretor do South Flank da Thyssenkrupp Mining Technologies.

25 peritos da unidade de negócios Global Projects & Industry Solutions da DB Schenker em Perth planearam e executaram as soluções de engenharia de transporte marítimo e rodoviário durante mais de dois anos. As peças foram transportadas em três navios, num percurso de 1.770 quilómetros desde o Complexo Marinho Australiano em Henderson, Oeste da Austrália, até Port Hedland. De lá, foram transportadas por reboques e camiões especializados em transporte pesado hidráulico, numa viagem rodoviária de 350 quilómetros até ao local da mina, no deserto de Pilbara. O comboio com a maior combinação de carruagens, de 120 metros, passou por 27 pontes e cinco passagens de nível.

Na mina, as empilhadoras e as escavadoras movem-se até 112 rodas. Cada máquina mede até 106 metros de comprimento, 40 metros de altura e pesa até 2.800 toneladas métricas. A escavadora atinge mais de 12 metros de diâmetro.

Além disso, a DB Schenker está atualmente a enviar também módulos de grandes dimensões para a instalação de manuseamento de minério e um sistema de transporte terrestre de 23 km. Até agora, um total de 380.000 toneladas de carga foi transportado em onze navios especializados em transporte pesado de várias partes do mundo para a Austrália. No caminho para Port Hedland, a carga percorre 7.150 quilómetros e, por vezes, com diferença de temperatura de mais de 60 graus.

Como líder global centrado na logística verde, a DB Schenker opera esta cadeia de fornecimento sob os objetivos de emissão de CO2 do DB Group. As embarcações amigas do ambiente permitiram uma redução da pegada de emissão de CO2 de 53%, ou 16.771 toneladas em comparação com as embarcações normais.

Mob Lab Congress 2020