Quantcast
Transportes

Ford e Universidade Purdue registam patente que pode acelerar carregamentos elétricos

Os investigadores da Ford e da Universidade Purdue, nos EUA, desenvolveram um cabo para acelerar os carregamentos dos veículos elétricos.

Os investigadores da Ford e da Universidade Purdue, nos EUA, desenvolveram um cabo para estações de carregamento, ainda sujeito a patente, que pretende acelerar os carregamentos dos veículos elétricos (VE).

“Atualmente, os carregadores apresentam limitações na rapidez de carregamento da bateria de um VE, devido ao perigo de sobreaquecimento. Um carregamento mais rápido requer mais corrente a percorrer o respetivo cabo. Quanto mais elevada for a corrente, maior é a quantidade de calor que tem de ser removida, de forma a manter o cabo operacional”, referiu, em comunicado, o Líder Técnico Sénior da Ford Research & Advanced Engineering, Michael Degner.

 

Os investigadores estão a concentrar-se num método alternativo de arrefecimento através da conceção de um cabo de carregamento que possa fornecer uma corrente mais elevada. O cabo utiliza o líquido como agente de arrefecimento ativo, o que pode ajudar a extrair mais calor do mesmo aquando da passagem de líquido para vapor.

Segundo a Ford, esta inovação poderá, futuramente, “proporcionar significativamente mais energia do que os melhores sistemas de carregamento de VE atualmente disponíveis, tornando potencialmente possíveis tempos de carregamento mais rápidos se o carregamento de veículos e outras melhoramentos tecnológicos ocorrerem em paralelo.”

 

O laboratório da universidade pretende iniciar os testes de um protótipo nos próximos dois anos, para determinar velocidades de carregamento mais específicas para certos modelos de veículos elétricos.