Quantcast
Operadores Logísticos

Grupo GLS investe 150 M€ em expansão de rede europeia

transportes e entregas expresso

O Grupo GLS, empresa internacional de logística, espera um crescimento de 30% a 40% no volume de encomendas no período do outono e do Natal, pelo que investiu mais de 150 milhões de euros na expansão da sua rede europeia.

“Estamos constantemente a impulsionar a expansão internacional da nossa rede à escala europeia e sempre com o foco na sustentabilidade”, começa por referir Martin Seidenberg, CEO do Grupo GLS, acrescentando que “este ano mostrou a importância do papel da GLS na capacidade de abastecimento às populações. Encaramos, por isso, os nossos investimentos como um importante pilar da logística de encomendas transfronteiriça e orientada para o futuro”, conclui o responsável.

Em comunicado enviado às redações, o Grupo GLS adianta que, este ano, abriu “mais de 20 novas localizações em toda a Europa e expandiu as capacidades das instalações existentes em até 50%”. Além disso, os “maiores projetos implementados com sucesso” incluem investimentos em centros europeus como Essen, Barcelona, Budapeste e Poznan. “Em todo o Grupo, juntaram-se mais de 2 500 colaboradores no manuseamento de encomendas e mais de 6.500 veículos para entregas e transportes de longa distância, que, agora, estão destacados para este pico de procura”, de acordo com o mesmo comunicado.

“O nosso objetivo é podermos lidar sem atritos com este volume adicional de encomendas internacionais dos nossos clientes e sempre com a alta qualidade a que estão habituados”, sublinha Seidenberg. E revela ainda que “impulsionámos a digitalização da nossa logística de encomendas com novos scanners portáteis para simplificar e aumentar a velocidade de processamento dessas encomendas. Além disso, para os clientes que fazem vendas online para outros países, a GLS tem um serviço integrado que assegura o retorno transfronteiriço de forma simplificada. Com o Shop Return Service internacional, o Grupo GLS acentua a sua cobertura europeia”, conclui.

Com a época alta a acontecer simultaneamente nas regiões onde o Grupo GLS opera – Europa, EUA e Canadá – foram implementadas medidas específicas para fazer face à pandemia de covid-19, “focadas na segurança de clientes, funcionários e parceiros”. Nesse sentido, desde o início da pandemia, “já foram investidos vários milhões de euros em diferentes medidas como, por exemplo, assegurar a existência de equipamento de proteção adequado, como máscaras e desinfetantes, em todos os locais”, de acordo com o Grupo GLS.