Quantcast
Logística

Mercadona abre “colmeia” dedicada ao online em Madrid

colmeia_madrid_mercadona

A Mercadona abriu, recentemente, a primeira “colmeia” na capital espanhola, de modo a dar uma resposta às necessidades atuais dos seus “chefes” (clientes) e da sociedade, numa situação excecional como a que o país está a enfrentar.

Esta colmeia surge depois da maior retalhista alimentar espanhol reforçar o serviço online em Valência e Barcelona devido à grande procura e utilização das compras online.

O novo centro fica situado em Getafe (Polígono Los Gavilanes), a cerca de 25 quilómetros de Madrid, referindo o retalhista que o serviço vai ser alargado à medida que a procura vai aumentando, embora não existam data definidas.

Nesta “colmeia” trabalham, atualmente, 100 pessoas, mas a Mercadona admite aumentar até 350 o número de colaboradores. Certo é que o novo centro será exclusivamente para o canal online, realidade que representa uma alternativa clara para muitos dos “chefes” da Mercadona.

Segundo Juana Roig, diretora-geral do projeto de compras online da Mercadona, o lançamento do serviço online da Mercadona surge, “apesar da situação excecional e delicada pela qual todos estamos passando, porque agora mais do que nunca os nossos clientes estão a exigir”. Juana Roig traçou, de resto, o objetivo de expandir o serviço e “levar a compra a 30.000 casas no próximo mês”.

Depois de Valência (2018) e Barcelona (2019), com a “colmeia” de Madrid, a Mercadona Online totaliza agora 1.000 funcionários.

O investimento no centro da capital espanhola ascendeu a 12 milhões de euros para uma superfície de 15.000 m2, dos quais 3.800 m2 estão dedicados a produtos frescos, incluindo uma área para armazenamento em frio para produtos refrigerados e congelados.

Para fazer as entregas, a Mercadona conta com uma frota de 50 veículos a gás que podem transportar até 15 pedidos. Estes veículos foram desenhados com 3 zonas de temperatura adaptadas a cada tipo de produto: temperatura ambiente, refrigeradas e congeladas. Além disso, incorpora um sistema de descarga mecanizado que minimiza o manuseio da carga, com a consequente redução do esforço excessivo dos trabalhadores e a redução do tempo de descarga. Da mesma forma, toda a frota faz parte do projeto de transporte sustentável que a empresa está a desenvolver, uma vez que todos os veículos são movidos a gás, seguindo o compromisso da empresa com o meio ambiente.

Para a Mercadona, “o objetivo da nova compra online não se baseia apenas na melhoria da experiência de compra através do novo site e da aplicação móvel, mas também envolve mudanças estruturais importantes que permitem otimizar os processos de preparação e entrega”. Assim, ao mover a preparação e o envio de pedidos para a “colmeia” em vez de geri-lo numa das lojas, a produtividade e a eficiência aumentam, garantindo um melhor serviço. Além da loja online, todo o software usado nos diferentes processos é desenvolvido internamente pela Mercadona, que possui uma equipe de mais de 60 pessoas, incluindo developers, gerentes de produto e designers.

Os produtos podem ser encontrados nas categorias ou no mecanismo de busca da nova plataforma, com fotografias de cada produto e todas as informações relevantes.

Mob Lab Congress 2020