Quantcast
Portos

Porto de Leixões testa implementação de inteligência artificial na leitura de contentores

A APDL, em parceria com a AllRead, startup de software, testou, no Porto de Leixões, um software de inteligência artificial.

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), em parceria com a AllRead, startup especializada em software de visão computacional, testou, no Porto de Leixões, um software de inteligência artificial.

Em comunicado, a APDL revela que o software foi instalado para a realização da leitura de contentores do tipo BIC e contentores-tanque, que circulam pelos diferentes acessos da área portuária, para processar imagens e vídeos com texto e códigos. Dessa informação, foi extraída apenas o desejado, tendo o sistema fornecido leituras com até 90% de precisão e com integrações em tempo real aos seus sistemas. A rastreabilidade foi possível de ser realizada utilizando apenas uma câmara instalada em cada acesso.

 

A APDL e a AllRead irão ainda colaborar num projeto de setup para cinco acessos adicionais no Porto de Leixões, que permitirão obter a rastreabilidade das placas de veículos, contentores e comboios. O objetivo é agilizar e desmaterializar processos e, consequentemente, melhorar a rapidez e a eficácia das operações portuárias e fluxos logísticos como um todo.