Quantcast
Portos

Qual é o ponto de situação do envio contentorizado?

envio contentorizado

“O mercado está desequilibrado” – é assim que Lars Jansen, especialista do setor e membro da consultora marítima Sea Intelligence, vê a situação atual do mercado do envio contentorizado, em declarações ao jornal espanhol La Vanguardia.

“Depois da primeira vaga, muitos navios, principalmente na China, onde a maioria dos produtos é fabricada, pararam de operar, não ocorrendo também as viagens em sentido inverso dos Estados Unidos da América e da Europa para a China, essenciais para devolver os contentores vazios à China após o desembarque da mercadoria», explicou o especialista.

Esta situação levou, na visão de Lars Jansen, a uma escassez de contentores, e a uma má distribuição dos existentes após o primeiro confinamento, no mercado do envio contentorizado. Segundo o especialista da Sea Intelligence, muitos deles foram ou estão armazenados em portos que deles não necessitam, e vice-versa.

De acordo com a consultora IHS Markit, o comércio marítimo caiu quase 10% durante 2020, mas os índices internacionais garantem que os preços dos contentores quadruplicaram em média nos últimos dois meses. De cerca de 1.500 dólares, os valores passaram para quase 5.000 dólares por contentor.

Em Portugal, os Portos registaram uma quebra de movimentos entre janeiro e novembro de 2020.  No entanto, a carga contentorizada deteve uma quota de 38,9% e cresceu globalmente 3,6%.