Quantcast
Supply Chain

Repsol vai investir mais de 600 milhões de euros no seu Complexo Industrial de Sines

A Repsol anunciou um investimento de 657 milhões de euros para ampliar o seu Complexo Industrial de Sines. Em comunicado, a empresa afirma que este é o maior investimento industrial realizado em Portugal nos últimos 10 anos.

A ampliação pretende estar alinhada com os objetivos do Acordo de Paris e com a transição energética, sendo que contempla a construção de duas novas fábricas para produzir materiais poliméricos de alto valor acrescentado, 100% recicláveis para as indústrias automóvel, farmacêutica, agroalimentar e outras. Nomeadamente, a construção de uma fábrica de polietileno linear (PEL) e uma fábrica de polipropileno (PP), cada uma com uma capacidade de 300.000 toneladas por ano.

Este projeto “permitirá desenvolver mais sinergias na área industrial, melhorar a conexão ao mercado europeu, e reduzir a pegada de carbono do transporte dos produtos”, considera a Repsol.

Para Josu Jon Imaz, CEO da Repsol, “este investimento demonstra o empenho da Repsol no seu complexo industrial em Portugal. A Companhia está empenhada no desenvolvimento industrial, que permite a transição energética, ao mesmo tempo que cria riqueza e emprego de qualidade”.

Durante a fase de construção, estima-se a criação de uma média de 550 empregos diretos, com momentos que poderão chegar a mais de 1.000 pessoas. Uma vez em funcionamento, o aumento de pessoal será de cerca de 75 empregos diretos e 300 empregos indiretos. A conclusão prevista da obra é o ano de 2025.

O Governo português considerou o projeto da Repsol para a ampliação do Complexo Industrial de Sines como sendo de potencial interesse nacional (PIN) e contratou incentivos fiscais ao investimento no valor de até 63 milhões de euros.