Quantcast
Portos

Relatório referente a 2019 sobre o Ecossistema Portuário Nacional é publicado

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) publicou recentemente o relatório do Ecossistema Portuário Nacional referente a 2019.

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) publicou recentemente o relatório do Ecossistema Portuário Nacional referente ao ano de 2019. Em comunicado, a entidade revela que o relatório apresenta uma caracterização geral do setor, da atividade operacional dos portos em Portugal continental, entre outros.

Algumas das conclusões do Relatório do Ecossistema Portuário Nacional 2019 foram:

  1. Em Portugal Continental, os portos marítimos de Leixões, Sines e Lisboa são os que apresentam maior volume de carga movimentada e de escalas de navios, representando 83% da carga total movimentada e 67% das escalas de navios;
  2. Nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, são os portos marítimos existentes em Ponta Delgada (Açores) e Caniçal (Madeira) que apresentam a maior densidade comercial;
  3. O segmento dos passageiros em trânsito representou cerca de 70% do tráfego total;
  4. As seis Administrações Portuárias de Portugal continental gerem nove portos comerciais com 40 terminais de carga, 3 cais livres e 3 terminais de passageiros (cruzeiros). Destes 40 terminais, 7 são concessões de uso privativo representando 17,5% do total de carga movimentada, e outros 21 terminais são concessões de serviço público;
  5. No que se refere a investimento das 26 concessões analisadas, desde o início das mesmas e até 31/12/2019, foram realizados 1.104 milhões de euros em investimentos, sendo 86,7% deste investimento assumido pelas concessionárias e 13,3% pelas Administrações Portuárias (concedente);
  6. As Administrações Portuárias do Continente geraram em 2019 resultados líquidos de 59 milhões de euros, com especial destaque para a APS (14,9 M€), APL (8,3 M€) e APDL (6,3 M€), que conjuntamente representam 89% daqueles resultados;
  7. No que diz respeito aos impactos da COVID-19 na movimentação de mercadorias no ecossistema portuário, constata-se que o ano de 2020 registou um decréscimo de 6,9% face a 2019.

Pode aceder à versão integral do Relatório sobre o Ecossistema Portuário Nacional 2019, aqui.