Tecnologia

Amazon apresenta novo drone para entregas

Amazon apresenta novo drone para entregas

A Amazon aproxima-se, cada vez mais, da sua meta para uma solução de entrega de drones que se adapta às necessidades dos clientes.

Quando a empresa liderada por Jeff Bezos anunciou, no início do ano, que se encontrava a desenvolver o serviço Prime, programa de entregas nos EUA que passaria de dois para um dia, a resposta foi positiva, mas os responsáveis da Amazon ainda não estavam satisfeitos.

Com a noção de que os clientes estão sempre à procura de “algo melhor, mais conveniente”, chegaram à conclusão que “a entrega de um dia pode não ser a escolha certa”.

“Podemos entregar pacotes aos clientes ainda mais rapidamente? Nós achamos que a resposta é sim, e uma das maneiras que estamos perseguindo é a tecnologia pioneira de drones autónomos”, admitiu Jeff Wilke, CEO da Amazon Worldwide Consumer, na conferência re: MARS da Amazon (Machine Learning, Automation, Robotics and Space), em Las Vegas.

No evento, a Amazon revelou o seu mais recente design de drones Prime Air, depois de revelar que tem trabalhado arduamente na construção de drones totalmente elétricos que podem voar até 15 milhas (cerca de 24 km) e entregar pacotes com menos 2,5 kg a clientes em menos de 30 minutos.

“O nosso mais novo projeto de drone inclui avanços em eficiência, estabilidade e, mais importante, em segurança”, revelou Jeff Wilke, salientando ainda que se trata de um design híbrido que pode fazer descolagens e aterragens verticais – como um helicóptero – e eficiente e aerodinâmico – como um avião.

A aeronave é controlada com seis graus de liberdade, ao contrário dos quatro padrões, tornando-se mais estável e capaz de operar com segurança em condições de vento mais difíceis.

“Sabemos que os clientes só se sentirão à vontade para receber entregas de drones se souberem que o sistema é incrivelmente seguro. Por isso, estamos a construir um drone que não é apenas seguro, mas de forma independente, usando as mais recentes tecnologias de Inteligência Artificial (IA)”, disse CEO da Amazon Worldwide Consumer.

https://www.youtube.com/watch?v=3HJtmx5f1FcJeff Wilke explicou que os novos drones da Amazon são capazes de identificar objetos estáticos e em movimento vindos de qualquer direção. “Utilizamos diversos sensores e algoritmos avançados, como a visão estereoscópica multivisão, para detetar objetos estáticos como uma chaminé. Para detetar objetos em movimento, como um parapente ou helicóptero, usamos algoritmos de visão computacional e de machine learning”, referiu o responsável.

Além de toda a tecnologia utilizada, a Amazon preocupa-se, igualmente, com o potencial impacto ambiental. Assim, o “Prime Air” é uma das muitas iniciativas de sustentabilidade para ajudar a alcançar o “Shipment Zero”, a visão da empresa para fazer com que todas as entregas da Amazon sejam zero carbono. “Quando se trata de emissões e eficiência energética, um drone elétrico, carregado utilizando meios sustentáveis, é uma grande melhoria em relação a um carro na estrada”, salientou Jeff Wilke.

E concluiu: “Hoje, a maioria de nós corre para a loja porque precisamos de um item agora. Com um serviço como o ‘Prime Air’, poderemos fazer o pedido de casa e ficar em casa. Isso economiza tremendamente o consumo de combustível e reduz as emissões”.