ANTP em negociações com petrolíferas e Governo

A direcção da Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas está a ultimar um acordo com petrolíferas para ter gasóleo nacional mais barato que em Espanha, segundo informação avançada pela agência Lusa.

A direcção da Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP), nova associação criada na sequência da paralisação dos transportes de mercadorias em Junho, está a ultimar um acordo com petrolíferas para ter gasóleo nacional mais barato que em Espanha, segundo informação avançada pela agência Lusa.


«Estamos a negociar com petrolíferas no sentido de nos oferecerem um desconto directo no gasóleo de modo a que seja mais vantajoso abastecer em Portugal do que em Espanha», revelou no passado sábado na Batalha, António Lóios, presidente da assembleia-geral da ANTP.


Ficou ainda agendada, para o próximo dia 23, uma reunião com o Governo, onde se discutirá alguns dos pontos acordados no passado dia 11, que permitiram pôr fim à paralisação nacional das transportadoras.

Sobre esta reunião, acrescentou Silvino Lopes que «vamos discutir, entre outras coisas, a revisão da legislação laboral naquilo que afecta as PME?s que estão aqui representadas por nós».


Entre as reinvindicações que Silvino Lopes pretende apresentar à tutela, está o alargamento para 24 horas do desconto nas portagens em vez do horário nocturno, como acontece actualmente.

 

Segundo avançou também a Lusa, o empresário terá apelado aos associados para incluírem o custo do combustível no preço dos fretes praticados, uma vez que considera que os clientes também têm de sentir as dificuldades do sector. «Temos de ser todos a trabalhar para o mesmo», sublinhou.


Além dos descontos no gasóleo, a ANTP está a negociar a aquisição de GPS para os camiões a preços «muito competitivos» e «seguros extremamente atractivos» para os associados, segundo explicou António Lóios.


Foi no passado sábado que cerca de 200 associados elegeram os órgãos sociais desta nova estrutura associativa, estando a presidência da Direcção nas mãos de Silvino Lopes e o Conselho Fiscal presidido por Jorge Alves.