E-commerce

As cinco tendências do e-commerce em Espanha

As cinco tendências do e-commerce em Espanha

Segundo a Trusted Shops, o comércio eletrónico em Espanha já alcançou um estado de maturidade e consolidação e aponta as cinco tendências para o mercado espanhol. Contudo, o country manager da consultora que estuda o e-commerce, Jordi Vives, “existe ainda um esforço a fazer para melhorar a experiência de compra de cada cliente”.

Assim, a empresa identifica as cinco tendências do comércio eletrónico, em Espanha, para 2019:

  • O smartphone será o dispositivo de compra mais utilizado, já que, em 2018, 63% dos espanhóis o utilizaram para fazer as suas compras, segundo dados da Cetelem;
  • A logística será importante para os compradores. Os prazos de entrega sempre foram uma das principais preocupações ao fazer compras on-line, assim como a possibilidade de rastrear o pedido, a facilidade de devolução e os custos de envio. Nesse sentido, 71% dos espanhóis afirmam ter registado uma melhoria nos processos logísticos das suas compras online.
  • Os marketplaces serão o canal de compra preferido. 2019 será o ano da sua consolidação, especialmente no que se refere a produtos tecnológicos, telemóveis e seus derivados, utensílios domésticos, tudo relacionado ao universo desportivo, etc.;
  • Menos despesas, mas com mais financiamento. De acordo com os dados revelados pela Cetelem, os espanhóis gastaram em média, em todas as suas compras online, 1.903 euros durante o ano de 2018, o que significa um decréscimo mínimo de 51 euros em relação ao ano anterior. No entanto, o financiamento aumentou. A tendência para 2019 sugere que itens mais valiosos serão comprados, mas serão financiados.
  • Tecnologia de último nível, adaptada ao e-commerce. O machine learning e a inteligência artificial já são uma realidade no comércio eletrónico e, em 2019, a tendência de incluir essas tecnologias junto com o big data será mais do que uma tendência consolidada.