- Logistica e Transportes Hoje - https://www.logisticaetransporteshoje.com -

Chronopost e Seur criam a DPD Portugal

A partir desta semana, a Chronopost e a Seur passam a operar como uma empresa única, dando origem à DPD Portugal. A fusão das duas empresas já tinha sido revelada na passada semana [1] e foi esta segunda-feira (9 de setembro) apresentada oficialmente.

Juntas, as empresas terão uma capacidade para processar cerca de 22 milhões de encomendas por ano em Portugal, revelam em comunicado. Esta fusão, diz a DPD Portugal, “vai permitir à DPD estar mais próxima das populações, indo mais longe, mais facilmente, graças a serviços como o live tracking ou o Predict. Também os fluxos entre Espanha e Portugal irão beneficiar da oferta de serviços consolidada da DPD.”

A empresa que resulta da fusão da Chronopost e da Seur prepara-se ainda para investir cerca de 25 milhões de euros num novo centro logístico na região de Lisboa, “o maior do país”, que deverá abrir em 2021, anunciou esta segunda-feira Olivier Establet, presidente da DPD Portugal.

“Existe uma enorme complementaridade entre a Chronopost, líder doméstico das entregas em Portugal e a Seur, líder em Espanha e dos fluxos entre os dois países. A fusão das nossas actividades vai permitir consolidar as nossas ofertas e acelerar um programa de investimento no sentido de reforçar as nossas capacidades de produção e promover a inovação dos nossos serviços. Por outro lado, a constituição de uma rede comum de distribuição com mais de 600 circuitos em todo o país nos aproxima ainda mais das populações permitindo entregar mais cedo em mais locais. Finalmente, a uniformização dos nossos processos e a sua simplificação traz mais fiabilidade e qualidade no geral”, explica Olivier Establet, Presidente da DPD em Portugal, anteriormente CEO da Chronopost e Seur.

A DPD Portugal conta com uma estrutura com 1200 colaboradores, 14 estações em todo o País e 650 lojas Pickup onde os consumidores de e-commerce podem recolher e devolver as suas encomendas. Em 2018, a DPD Portugal registou uma faturação de 72 milhões de euros, o que representou um crescimento de 8% face ao ano anterior.