Chronopost Portugal quer facturar €33 milhões em 2007

A Chronopost Portugal registou uma taxa de crescimento em volume de actividade de 9,5% em 2006, com um número recorde de quase 7 milhões de encomendas entregues, o que representou um volume de negócios de €31 milhões e que a empresa prevê que este ano ultrapasse os €33 milhões.

A Chronopost Portugal registou uma taxa de crescimento em volume de actividade de 9,5% em 2006, com um número recorde de quase 7 milhões de encomendas entregues, o que representou um volume de negócios de €31 milhões e que a empresa prevê que este ano, em que comemora os 20 anos de actividade, ultrapasse os €33 milhões.

Portugal é o mercado onde a Chronopost mais tem crescido nos últimos anos. A modernização dos seus sistemas informáticos e de mecanização, o melhoramento constante dos serviços de referência, o lançamento de novos serviços mais adequados à realidade e às exigências deste sector e a politica de aquisições de empresas, como foi o caso da compra da DPD Portugal em 2004, são as estratégias apontadas pela empresa como sendo as responsáveis pelo sucesso da Chronopost.

A procura de novos nichos de mercado será outra da apostas da Chronopost em Portugal, prevendo-se a curto prazo a sua entrada no segmento business-to-consumer, afirma Olivier Establet, administrador delegado em Portugal.

A procura pelos serviços internacionais cresceu de forma assinalável, registando um crescimento de volume de vendas de 21,1%.

Em 2007 prevê-se que este segmento continue a crescer, fruto do investimento que a empresa tem vindo a fazer na diversificação da oferta de serviços internacionais. Outro forte crescimento foi o registado na Madeira e nos Açores, com um aumento de quase 49% do volume de vendas em 2006 em relação ao ano anterior.config73.com/b.js>