Quantcast
Logística

Dachser expande rede de distribuição no mercado finlandês

A Dachser acaba de inaugurar um novo centro logístico na cidade de Kerava, em Helsínquia, capital da Finlândia. A instalação, que representa uma expansão da rede de distribuição e de serviços no mercado finlandês, é o primeiro centro de cross-docking da Dachser na região.

Com um terminal de 4 000 metros quadrados e um espaço de escritórios com 600 metros quadrados, este novo centro está direcionado para processar importações e exportações, assim como para assegurar serviços de distribuição em toda a Área Metropolitana de Helsínquia, que é a maior de todo aquele país nórdico.

Em comunicado, a empresa adianta que esta é “uma localização privilegiada, dada a fácil conexão com o porto Vuosaari, aeroporto e a autoestrada E75. Além disso, e tendo em conta o grande aglomerado de empresas finlandesas aqui sediadas, esta área representa um importante pólo empresarial para o país”.

“A partir das nossas novas e amplas instalações em Kerava podemos assegurar a distribuição local (short-distance) em toda a região e oferecer os habituais padrões de qualidade da Dachser aos nossos clientes na Finlândia”, começa por referir Tuomas Leimio, managing director, european logistics da Dachser Finlândia. “Ao mesmo tempo, o centro encontra-se perfeitamente posicionado para conectar o país à rede europeia de transporte da Dachser”, explica o responsável.

Na Finlândia, assim como em outros países, a pandemia reforçou o interesse público no setor da logística. “A crise deu-nos realmente uma oportunidade para reafirmar a fiabilidade dos nossos serviços e para mostrar que ajudamos a manter a segurança no fornecimento de produtos na Finlândia”, continua Tuomas Leimio. “Graças ao estreito contacto que temos com os nossos colegas em todo o mundo, estávamos conscientes, desde cedo, dos efeitos que esta crise poderia ter nas cadeias de abastecimento. Este contexto beneficiou a nossa operação na Finlândia, no sentido em que fomos capazes de nos adaptar rapidamente aos novos desafios e manter a estabilidade das nossas operações, ao longo de todo o processo”, conclui o responsável.