Quantcast
Supply Chain 4.0

Depois de teste-piloto, FedEx acelera introdução de sistema de IA

As cinco tendências do e-commerce em Espanha

Os sistemas baseados em inteligência artificial estão a dar passos largos para a sua implementação em larga escala. Se um pouco por todos os segmentos vamos assistindo à introdução deste tipo de tecnologia, agora também nas linhas de tratamento de encomendas há quem esteja a dar passos rumo ao futuro.

Neste sentido, a revista Supply Chain mostra que a FedEx , fruto de um boom de e-commerce generalizado, está a movimentar-se no sentido de integrar mais tecnologia nas suas centrais de distribuição, sendo que depois de um projeto-piloto em Queens, Nova Iorque, o operador está a acelerar a transição para um sistema de IA para tratar o despacho de encomendas.

Em parceria com a Berkshire Gray, um produtor de soluções de Intelligent Enterprise Robotics, há já ‘robots’ a “selecionar, identificar, classificar, coletar e armazenar embalagens pequenas em grande escala, um processo tradicionalmente feito manualmente. O sistema pode lidar com uma ampla variedade de pacotes tradicionais”, explica-se.

Ted Dengel, Diretor-chefe de Tecnologia de Operações e Inovação da FedEx Ground, disse-se “encorajado” pela precisão deste teste inicial. A FedEx Ground espera implantar o sistema RPSi mais amplamente na sua rede, com instalações nos centros de classificação de embalagens em Las Vegas e Columbus, Ohio planeadas para os próximos meses.

“Como líder do setor em tecnologia e automação, vemos os benefícios significativos que a inovação da próxima geração traz em termos de aumento da segurança e produtividade, aprimorando o atendimento ao cliente e melhorando a flexibilidade para se ajustar aos volumes e tamanhos de embalagens em constante mudança”, acrescentou Dengel.