Logística

DHL Express investe em terminal de carga expresso no Aeroporto de Lisboa

DHL Express investe 40 M€ em terminal de carga expresso no Aeroporto de Lisboa

A DHL Express assinou esta quinta -feira (11 de outubro) um acordo com a ANA – Aeroportos de Portugal para a construção de um novo terminal de carga expresso no Aeroporto de Lisboa. Este novo terminal contará com um investimento de 40 milhões de euros e começa a ser construído no início de 2019, prevendo-se que esteja pronto a operar no segundo trimestre de 2020.

Numa nota enviada às redações, a DHL Express revela que este novo terminal “vai permitir quadruplicar a atual capacidade de processamento do terminal de Lisboa para 6500 peças por hora. Implantado num terreno com 21 700 metros quadrados, o novo edifício contará com uma área de construção de 11 400 metros quadrados, e estará equipado com sistemas tecnologicamente inovadores de processamento automático de encomendas e de organização da sua distribuição. As caraterísticas das infraestruturas e do equipamento instalado, aliadas à localização privilegiada e estratégica da área ocupada no Aeroporto Humberto Delgado, permitirão aumentar a rapidez do processamento, reduzir a complexidade das atividades, aumentar a segurança no manuseamento das encomendas e melhorar a qualidade do serviço prestado aos clientes do centro e sul do país.”

De acordo com José António Reis, Diretor Geral da DHL Express Portugal, “a DHL Express a nível mundial tem tido um percurso sólido e robusto, e trabalha desde sempre para consolidar e melhorar o seu serviço, através do desenvolvimento de novas soluções e serviços inovadores adaptados às necessidades cada vez mais exigentes dos clientes. Portugal é uma geografia estratégica, não só a nível de negócio, que tem merecido um crescimento sustentado ao longo dos anos, mas também fruto da sua localização geográfica no mapa mundial. Após os excelentes resultados obtidos no Terminal de Carga Expresso DHL do Porto, a funcionar há seis anos, o investimento no novo Terminal de Lisboa confirma que o Grupo continua a apostar e a investir de forma estruturante no nosso país”.

A DHL revela ainda que Lisboa tem o potencial de “funcionar como um centro de trânsito de carga para o Norte de África, Angola e Moçambique. Com este novo projeto, Portugal consolida a sua posição no mapa da distribuição logística, a par com os principais centros de negócios mundiais, contribuindo para o crescimento da competitividade das empresas portuguesas a nível internacional, em particular para as que se encontram localizadas no centro e no sul do país.”