Quantcast
Operadores logísticos

DHL investe 7 mil milhões de euros para reduzir pegada carbónica

Deutsche Post DHL

O Grupo Deutsche Post DHL anunciou esta quarta-feira estar a tomar medidas para acelerar o ritmo da descarbonização planeado pela empresa. Neste sentido, o Grupo está a preparar um investimento total de 7 mil milhões de euros (Opex e Capex), para os próximos dez anos, baseando-se este investimento em medidas para reduzir as suas emissões de CO2.

Segundo se explica em comunicado, “os fundos irão ser aplicados, em particular, para os combustíveis alternativos da aviação, para a expansão da frota de veículos elétricos com emissões zero e para edifícios neutros do ponto de vista climático”.

A DHL explica estar, desta forma, a trilhar o seu  “caminho do seu objetivo de emissões zero até 2050”, num plano que está já “em vigor há quatro anos”, com a empresa a assumir compromisso intermédios. “Por exemplo, o Grupo Deutsche Post DHL compromete-se, como parte da aclamada iniciativa ‘Science Based Target’ (SBTi), a reduzir as suas emissões de gases com efeito de estufa até 2030, em conformidade com o Acordo de Paris“.

“O Conselho Administrativo e o Conselho Fiscal do Deutsche Post DHL Group irá propor aos acionistas, na próxima Assembleia Geral Anual, que o sistema de remuneração do Conselho Administrativo seja ainda mais alinhado com o desenvolvimento empresarial sustentável. No futuro, o cumprimento das metas do ESG será tido em conta no cálculo da remuneração do Conselho de Administração – um sinal claro de que o compromisso é uma prioridade máxima”, esclarece a DHL.

“Enquanto a maior empresa de logística do mundo, é nossa responsabilidade liderar o caminho e orientar a indústria logística para um futuro sustentável. Estamos a fazer do nosso Grupo uma empresa verde e a dar uma contribuição importante para o nosso planeta e para a sociedade”, afirmou Frank Appel, CEO do Grupo Deutsche Post DHL.