- Logistica e Transportes Hoje - https://www.logisticaetransporteshoje.com -

DPDgroup fatura 72 milhões em Portugal

O grupo DPD, representado pelas empresas Chronopost e SEUR, obteve uma faturação de 72 milhões de euros no mercado português, correspondendo a um crescimento de 10% face a 2017 [1]. No total, foram movimentadas 20 milhões de encomendas, mais 8,5% que no período anterior [2].

A nível global, o grupo manteve o crescimento em 2018, obtendo uma receita de 7,3 mil milhões de euros, correspondendo a um acréscimo de 8% face ao exercício de 2017. Estes resultados fazem com que a operação do DPDgroup represente 30% da receita do Groupe La Poste, que subiu para 24,7 mil milhões de euros, em 2018.

Este desempenho foi impulsionado por um aumento nos volumes (+7%) em relação a 2017, elevando o número total de encomendas entregues em todo o mundo para 1,3 mil milhões, incluindo um recorde de 9 milhões de encomendas entregues na Cyber Monday.

De acordo com a empresa, o mercado europeu “está ainda em crescimento nos últimos anos, especialmente graças ao segmento B2C”. Em 2018, o segmento B2B ainda representava 59% dos volumes de negócios do DPDgroup, enquanto o segmento de volumes B2C apresentava um aumento de 16%.

No continente europeu, o DPPgroup – presente em 23 países – reportou um crescimento de vendas particularmente forte na Bélgica (+23%), na Polónia (+20%), na Irlanda (+17%) e na Holanda (+16%).

Desenvolvimento num ambiente desafiador
O crescimento do DPDgroup tem sido sustentado, segundo a empresa, “por uma estratégia de aquisição contínua”, destacando-se, em 2018, a aquisição do Groupe ALP Delifresh, Freshlog e 360° Services, pela Chronopost França para acelerar o crescimento da empresa nos segmentos de mercado alimentar e da saúde; a participação minoritária na Ninja Van, um fornecedor de serviços de entrega de encomendas em rápido crescimento no Sudeste Asiático; e dois novos franqueados em Espanha, reforçando o posicionamento da SEUR no seu mercado histórico, elevando a participação da DPDgroup na SEUR para 94%.

[3]“O crescimento do DPDgroup foi alcançado num ambiente altamente desafiador, principalmente porque, tem havido um aumento das restrições de entrega nos centros das cidades, existe uma escassez global de motoristas e ainda devido aos custos relacionados que têm crescido, especialmente na Alemanha mas também em vários outros países de Europa incluindo Portugal, refere o DPDgroup, em comunicado.

Relativamente ao Brexit, o DPDgroup afirma estar “preparado para um cenário sem acordo”. Para tal, o grupo desenvolveu procedimentos e processos operacionais a serem implementados a partir de 29 de março: despacho aduaneiro e organização de linehauls com gateways específicos.

Comércio eletrónico cross-border continua a ser um motor de crescimento
Os volumes cross-border do DPDgroup continuam a crescer, com os fluxos de exportação do grupo a mostrarem um aumento de 14% em 2018.

Neste contexto, um dos principais contributos para o crescimento cross-border é o do e-commerce, como evidenciado pelo barómetro e-shopper do DPDgroup 2018 [4]. Em 2018, 58% dos e-shoppers europeus afirmaram ter comprado num website estrangeiro e cerca de 65% fizeram uma compra cross-border dentro da Europa, 47% compraram num site chinês e 31% num site baseado nos EUA.

Em Portugal, estes dados são ainda superiores, uma vez que 82% dos e-shoppers já fizeram compras em websites estrangeiros.

Nos últimos anos, a estratégia do DPDgroup passa por fornecer a mesma oferta tanto para fluxos cross-border domésticos, permitindo oferecer o serviço Predict (que permite aos destinatários saber o horário exato de entrega da sua encomenda) e uma rede de 42 mil pontos Pickup para cada cliente na Europa.