Economia

Exportações portuguesas para Angola continuam a cair

As exportações nacionais para Angola diminuíram para apenas metade entre julho e setembro de 2015. De acordo com o Observador, Portugal foi ultrapassado pela China como a principal origem das importações angolanas, contando com uma quota de 16% no total das importações do país, um valor abaixo da quota de 18,5% da China.

Os dados são do INE e mostram que as exportações chinesas para Angola durante o período em análise tiveram um valor global de 446 milhões de euros, uma quebra de 38,8% face ao período homólogo e um crescimento de 56,2% face ao trimestre anterior.

As exportações portuguesas para Angola, por outro lado, ficaram-se nos 463 milhões de euros, um aumento de 15,7% face ao trimestre anterior que mesmo assim não serviu para impedir uma quebra de 54,6% face ao ano de 2014.

As compras portuguesas a Angola, por outro lado, ficaram-se nos 222 milhões de euros, um crescimento de 1,8% face ao período homólogo. França é agora o maior destino de petróleo de Angola, tendo comprado mais de 4 mil milhões de euros no terceiro trimestre de 2015. A China ficou no segundo lugar, com compras no valor de cerca de 2,4 mil milhões de euros.