Futuro dos transportes em discussão

A Comissão Europeia acolheu na semana passada, em Bruxelas, uma conferência sobre o futuro do sistema europeu de transportes que encerra duas consultas públicas lançadas pela Comissão, com vista a definir quais as acções específicas a realizar na próxima década.

A Comissão Europeia acolheu na semana passada, em Bruxelas, uma conferência sobre o futuro do sistema europeu de transportes que encerra duas consultas públicas lançadas pela Comissão, com vista a definir quais as acções específicas a realizar na próxima década.

«A nossa política de transportes deverá reflectir os principais objectivos na Europa na actualidade e nos próximos anos: “descarbonizar” os transportes, fazer avançar a Europa dos cidadãos e estimular as novas fontes de crescimento e competitividade. Pessoalmente, gostaria de assistir à criação de corredores verdes e de um fundo para os transportes, em sentido lato, bem como à constituição de uma rede nuclear de projectos RTE-T (rede transeuropeia de transportes)», referiu o vice-presidente Antonio Tajani, responsável pelo pelouro dos transportes.

Este evento, que contou com o apoio da presidência sueca, destina-se a identificar as medidas políticas que as partes interessadas gostariam de ver incluídas no próximo Livro Branco da Comissão sobre os transportes, entre 2010 e 2020.

A integração dos modos de transporte, nomeadamente no contexto da política de infra-estruturas e da revisão da política relativa à RTE-T, a promoção de tecnologias inovadoras para utilização em veículos não poluentes (bem como na gestão do tráfego), satisfação das necessidades futuras dos utentes e dos trabalhadores dos transportes foram os grandes tópicos em debate na conferência.

Com base nesta conferência e em futuras conclusões do Conselho, a Comissão vai iniciar trabalhos sobre medidas concretas com vista a definir a futura política europeia de transportes.