Galp com concessão de terminal de granéis líquidos da APS

Lídia Sequeira, Presidente da APS, e Manuel Ferreira de Oliveira, Presidente executivo da Galp Energia, presidiram à Sessão Plenária e Acolhimento que decorreu no âmbito do processo de concessão do Serviço Público de movimentação de cargas no terminal de granéis líquidos e da Gestão Integrada de Resíduos.

Lídia Sequeira, Presidente da Administração do Porto de Sines (APS), e Manuel Ferreira de Oliveira, Presidente executivo da Galp Energia, presidiram à Sessão Plenária e Acolhimento que decorreu no âmbito do processo de concessão do Serviço Público de movimentação de cargas no terminal de granéis líquidos (TGL) e da Gestão Integrada de Resíduos. Com esta concessão, assinada em Novembro de 2007, a Galp Energia passou a operar o maior terminal de granéis líquidos do país que, em 2007, recebeu 877 navios em operação comercial e movimentou 17 milhões de toneladas de carga.

 

De acordo com Lídia Sequeira, Presidente da APS, «este é um momento marcante uma vez que o Porto de Sines concretiza um dos principais objectivos do seu plano estratégico com esta concessão, dando cumprimento às orientações estratégicas do Governo para o sector Marítimo-Portuário».

 

O Presidente executivo da Galp Energia sente-se satisfeito por passar a «operar uma infra-estrutura essencial para a produção da sua Refinaria de Sines, assegurando elevados padrões de fiabilidade, segurança e eficiência a todos os clientes do Terminal de Granéis Líquidos».

 

Com a concessão, segundo informação de comunicado, manter-se-á o carácter de prestação de serviço público na movimentação de mercadorias no terminal, o qual foi concebido numa arquitectura de multi-cliente e multi-produto.