- Logistica e Transportes Hoje - https://www.logisticaetransporteshoje.com -

Inditex investe 1,7 mil milhões na logística

A Inditex vai reforçar a sua capacidade logística em consequência do forte crescimento dos negócios online e da expansão para o mundo inteiro via Internet, com um investimento total de cerca de 1.700 milhões de euros. Parte desse investimento já foi realizado e outra está em andamento, com várias naves em construção e outras pendentes de início de obras após a aquisição de propriedades. No momento, o aumento da capacidade logística já permitiu à Inditex aumentar em 52% o número de peças de vestuário no mercado nos últimos três anos, de 1.018 milhões, em 2014, para 1.550 milhões, em 2017.

O gigante espanhol, que emprega um total de 8.600 pessoas na área de logística, apenas levantou um novo hub em A Laracha (A Coruña) com 120.000 metros quadrados, mais 30.000 do que o esperado, num investimento de 57 milhões de euros. O grupo do empresário Amancio Ortega adquiriu à Autoridade Portuária de Valência (APV) um terreno de 280.000 metros quadrados no Parc Sagunt, que se destinará à marca de calçado Tempe, e que está localizado ao lado de 350.000 metros quadrados, onde a Mercadona começou a construir o seu maior centro de logística. E não é o único projeto na Comunidade Valenciana porque a Tempe também está a realizar obras para outro armazém de 34.000 metros quadrados em Elche (Alicante).

No centro da península, na cidade de Marchamalo (Guadalajara), apenas a uma hora de Madrid, o operador XPO Logística também está a finalizar um grande centro de logística com 115.000 metros quadrados, que servirá diferentes marcas do proprietário da Zara para responder ao forte avanço do comércio eletrónico.

Atualmente, o grupo Inditex conta com dez centros de logística operacional em Espanha que atendem as diferentes cadeias e permitem fornecer cerca de 7.500 lojas duas vezes por semana em todo o mundo.

Além disso, o grupo também está a construir um ponto de conexão logística, em Lelystad (Holanda), para servir de apoio e complemento aos centros em Espanha, dadas as suas excelentes condições, perto do aeroporto de Schiphol, em Amsterdão, acelerando, assim, o envio de mercadorias para a Europa Central e Ásia.

De recordar que o presidente e CEO do grupo Inditex, Pablo Isla, revelou há tempos que o objetivo da Inditex era “”disponibilizar nosso produto a todos os clientes em qualquer lugar, mesmo naqueles mercados onde não temos loja física”.