Quantcast
Operadores Logísticos

Receitas da DHL sobem 5,5% após ano de ‘boom’ do e-commerce

Receitas da DHL sobem 5,5% após ano de ‘boom’ do e-commerce

O Grupo Deutsche Post DHL, empresa de serviços de correio e logística, aumentou as suas receitas em 5,5% em relação ao ano anterior, para 66,8 mil milhões de euros no exercício de 2020. Em comunicado, a empresa afirma que registou um recorde financeiro no último ano fiscal, impulsionado sobretudo pelo crescimento do e-commerce, que contribuiu para um aumento considerável do volume de entregas expresso.

“O ano de 2020 foi particularmente desafiante para o Grupo Deutsche Post DHL. Os nossos serviços tiveram uma procura sem precedentes. Não só registámos recordes nas receitas, como também criámos 20.000 novos postos de trabalho em todo o mundo” afirma o CEO do Grupo Deutsche Post DHL, Frank Appel. “O Grupo fica bem posicionado para continuar a crescer, financeiramente, nos próximos anos”, acrescenta.

Para o ano financeiro de 2021, o grupo prevê um aumento significativo do EBIT para mais de 5,6 mil milhões de euros. Esta previsão é suportada no pressuposto de que o e-commerce continuará a crescer ao longo deste ano. Também se espera que o comércio mundial acentue a sua recuperação durante 2021, levando a um aumento das atividades globais de logística.

Outros dados:
  • A receita orgânica alcançou um crescimento de 8,5%.
  • O lucro operacional (EBIT) aumentou 17,4% em 2020 para valores superiores a 4,8 mil milhões de euros.
  • A DHL Express cresceu 8,7% em 2020 (EBIT de 2,75 mil milhões de euros), face ao período homólogo
  • O grupo reviu o seu crescimento até 2023. O EBIT deverá aumentar para mais de 6,0 mil milhões de euros em 2023.
  • O índice de eficiência de carbono do grupo subiu 37 pontos em 2020 (2019: 35 pontos de índice) em relação a 2007, o ano base.
  • A satisfação dos colaboradores aumentou no ano passado para 82% (2019: 77%).