Indústria

Siemens vai criar Centros para Aplicações Digitais para o setor industrial

Siemens vai criar Centros para Aplicações Digitais para o setor industrial

A Siemens está a criar Centros para Aplicações Digitais para o setor industrial. De acordo com a empresa, atualmente, são cerca de 900 os software developers, especialistas em dados e engenheiros que trabalham nestes centros com os clientes da empresa com o objetivo de desenvolver inovações digitais para a análise de dados e aprendizagem automática.

Estas novas soluções estão a ser desenvolvidas na plataforma MindSphere, o sistema operativo aberto baseado na nuvem da Siemens para a Internet das Coisas (IoT) que foi introduzido em toda a empresa há cerca de um ano. Atualmente, já cerca de um milhão de dispositivos e sistemas estão conectados através desta plataforma, prevendo-se que até ao final deste ano o número aumente para 1,25 milhões.

“Os novos centros e laboratórios técnicos agora instalados são formados por equipas multidisciplinares de engenharia, potenciando a transformação digital”.

“A Siemens Portugal tem focado os seus investimentos em inovação na criação de Laboratórios Aplicacionais e Centros de Experimentação, onde os seus profissionais se juntam a clientes, parceiros, alunos e investigadores com o objetivo de desenvolver novas tecnologias para as áreas da Indústria e das Infraestruturas para edifícios e mobilidade, como a sinalização ferroviária. Exemplo desta estratégia é o Building Automation Center, que a empresa desenvolveu na sua sede em Alfragide, e que consiste num laboratório para o desenvolvimento de novas soluções, aplicações e formação em gestão de edifícios e infraestruturas inteligentes que possibilitam a simulação de ecossistemas, tais como os característicos do setor da saúde”, revela a Siemens em comunicado.

“Os novos centros e laboratórios técnicos agora instalados são formados por equipas multidisciplinares de engenharia, potenciando a transformação digital através do desenvolvimento de aplicações juntamente com os nossos clientes”, defende Pedro Pires de Miranda, CEO da Siemens em Portugal.

Para acelerar ainda mais este processo de inovação, em 2018 o orçamento da Siemens para Investigação & Desenvolvimento será reforçado com um investimento adicional de cerca de 450 milhões de euros, elevando o total para 5,6 mil milhões de euros.