Quantcast
Supply Chain

Smurfit Kappa lidera processo de emissões zero no seu setor

A Smurfit Kappa, empresa que trabalha no setor das embalagens de papel e cartão canelado, anunciou ser a primeira do seu setor a apresentar um plano de iniciativas com vista ao objetivo de zero emissões líquidas até 2050.

Segundo o anunciado pela marca em comunicado, o objetivo é visto como ambicioso, mas integrado na iniciativa “Better Planet 2050” tem como propósito “medir de forma quantificável o seu compromisso permanente com a sustentabilidade”, permitindo à marca concentrar-se  “nas áreas em que tem um maior impacto: o fornecimento de embalagens sustentáveis aos seus clientes, a redução do seu impacto ambiental no consumo de água, resíduos e emissões de carbono e o apoio às comunidades em que opera, promovendo a inclusão e a diversidade, assim como a saúde e a segurança”.

Descreve a Smurfit Kappa que, para atingir este objetivo, “a empresa continuará a inovar em tecnologias de produção e em novos produtos, colaborando com fornecedores de maquinaria e investindo em instalações energéticas. Além disso, melhorará a sua eficiência energética e a dos recursos, ao produzir produtos de papel e otimizar a utilização de fluxos residuais de matérias-primas na produção de bioenergia”

Acrescenta ainda a empresa que todos estão cientes “dos desafios e das mudanças que devem ser feitas para enfrentar a crise das alterações climáticas e reduzir os resíduos no mundo inteiro. Um caminho que não se afigura fácil, mas que tem nas embalagens de papel um dos seus melhores aliados para o percorrer, graças à sua própria natureza reciclável, renovável e 100% biodegradável”.

Ignacio Sevillano, CEO da Smurfit Kappa Espanha, Portugal e Marrocos, garante que o “nosso compromisso com os princípios de sustentabilidade e os acordos internacionais promovidos por organismos como a União Europeia ou a ONU (a Agenda 2030 e os seus Objetivos de Desenvolvimento sustentável (ODS) ou os critérios ESG, entre outros) fizeram-nos desenvolver Better Planet 2050, uma iniciativa com que pretendemos aproveitar todo o potencial da embalagem de cartão canelado, reduzindo emissões líquidas até zero, diminuindo resíduos, apostando na reciclagem e na economia circular e gerando oportunidades para as comunidades em que nos encontramos presentes”.

Todos os anos publicamos as metas atingidas no nosso Relatório Anual de Sustentabilidade, auditado de forma independente pela KPMG, e trabalhamos com organismos como o Science Based Target (SBT) para certificar que estamos alinhados com os objetivos do Acordo de Paris”, acrescenta Sevillano para terminar.