Quantcast
Supply Chain

Smurfit Kappa distinguida com ‘cinco estrelas’ no apoio a um futuro mais sustentável

GS1 Portugal Supply Chain: gestão 4.0 com inovação e sustentabilidade

A Smurfit Kappa, líder do setor das embalagens sustentáveis de papel e cartão canelado, anunciou esta semana ter-se convertido na primeira companhia do FTSE 100 a receber a classificação cinco estrelas, pelo seu apoio e contributo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas para 2030.

A decisão, lembra a empresa em comunicado, foi tomada pela iniciativa Support the Goals, que classifica e reconhece as companhias que apoiam os ODS para conseguir um futuro mais sustentável, sendo que “esta classificação de cinco estrelas é concedida apenas às companhias que envolvem ativamente os seus fornecedores nos seus esforços para atingir aqueles objetivos. Para a maioria delas, uma parte importante do seu impacto ambiental e social resulta da cadeia de fornecimento, sendo fundamental que ajudem os seus fornecedores a compreender e apoiar os ODS”.

 

Colin Curtis, fundador e diretor de Support the Goals, garantiu que “se queremos atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em 2030, precisamos que todas as companhias os apoiem. É extraordinário ver como a Smurfit Kappa está a ajudar os seus fornecedores a conhecer os objetivos e os incentiva a atuar. Temos todo o gosto em reconhecer os seus esforços com uma classificação cinco estrelas nos ODS. A primeira companhia do FTSE 100 a consegui-lo!”.

Por seu lado, o CEO do Grupo Smurfit Kappa, Tony Smurfit, afirmou que “ficamos muito satisfeitos com o reconhecimento da nossa posição de liderança como a primeira companhia do FTSE 100 a receber uma classificação cinco estrelas. A nossa ambição é ser a companhia mais sustentável ao nível das embalagens de papel e continuamos a cumprir o nosso papel no sentido de contribuir para os ODS das Nações Unidas para 2030”.

 

Relembre-se que o programa ODS da ONU foi criado para promover aspetos como a erradicação da pobreza, proteger o planeta e garantir que todas as pessoas usufruem de paz e prosperidade daqui até ao ano 2030, tendo sido definido o plano em 2015.