Logística

Torrestir investe 45 milhões em 2019

Torrestir investe 45 milhões em 2019

Depois de revelar que, em 2018, faturou 200 milhões de euros, representando segundo a empresa que atua no mercado de prestação de serviços integrados de transporte de mercadorias, distribuição e logística, “um forte crescimento em relação a 2017”, a Torrestir anuncia um investimento de 45 milhões de euros para o presente ano de 2019.

As apostas para este investimente incluem a implementação de um novo software de gestão, renovação da sua frota, abertura da nova sede em Braga e de novos armazéns.

Assim, a Torrestir vai investir 1,2 milhões de euros num novo software de gestão, desenvolvido à medida das necessidades do grupo e que visa automatizar os processos da distribuição e disponibilizar mais informação aos clientes.

Torrestir investe 45 milhões em 2019Já em Braga, o grupo vai abrir a sua nova sede, que representa um investimento de 10 milhões de euros. Com uma área de 100 mil m2, Fernando Torres, presidente do conselho de administração da Torrestir, explica que, “para além do espaço de armazém, zona de escritórios e das oficinas, 7 mil m2 são para cross-docking e 20 mil m2 destina-se ao serviço de logística”.

Em 2019, resultado do investimento constante da empresa, para além de outras apostas, o responsável avança ainda a informação sobre a abertura de um novo armazém no MARL, em Lisboa, com 3 mil m2 destinado à distribuição de produtos farmacêuticos e 5 mil m2 à logística de frio, num investimento total de 5 milhões de euros.

Para a Torrespharma, distribuição de medicamentos, de salientar também o investimento em 50 semi-reboques de frio (temperatura controlada), totalizando 5 milhões de euros.

Relativamente à renovação da frota, a Torrestir adquiriu, este ano, 90 tractores (45 da marca DAF e 45 da marca Renault), 111 Iveco Daily, de 3500 kg, e 80 camiões pesados, de 14 toneladas, num investimento de 16 milhões de euros.

Operações externa suportam crescimento
No que toca ao volume de faturação obtido em 2018, Fernando Torres explica que os resultados verificados devem-se “ao crescimento das diversas áreas de negócio e, em grande parte, à excelente performance dos mercados de Espanha, Alemanha e Moçambique”, onde o grupo opera através das empresas Torrestir España, Torrestir Deutschland e Torrestir Moçambique.

Durante o ano passado, a Torrestir manteve um ritmo positivo ao nível dos investimentos, com enfoque na sua frota, tecnologias e abertura de novas plataformas. De salientar que a última abertura decorreu no quarto trimestre de 2018, com a abertura da plataforma de Matosinhos. Com um total de 60 mil m2, dos quais 10 mil m2 dedicados ao cross-docking, este investimento rondou os 7 milhões de euros.

“As nossas plataformas estão estrategicamente posicionadas para servir de base à logística e à distribuição porta a porta e proporcionar um fácil acesso aos nossos clientes, para além de disponibilizarem excelentes condições para a logística integrada: armazenagem, manuseamento, ‘picking’, preparação da encomenda e distribuição», refere o responsável da empresa que atua nas seguintes áreas: Transporte Internacional; Transitário; Logística; Distribuição Nacional; Courrier Internacional; Distribuição Farmacêutica; Transportes Especiais.

De referir ainda que o grupo bracarense terminou 2018 com 1.975 colaboradores, 14 plataformas de Cross Docking (Distribuição), 2 armazéns de logística integrada e 1.634 veículos próprios.