Quantcast
Opinião

A transição para a mobilidade elétrica faz-se hoje

A consciência ambiental tem ganho uma dimensão e relevância crescente, não só nas práticas empresariais, mas também no comportamento dos cidadãos, que têm vindo a alterar rotinas instaladas, através de pequenas ações que fazem a diferença. Assistimos hoje a um maior exercício de cidadania, cada vez mais consciente, onde todos participam em prol de um bem comum – a harmonia ambiental, mas é preciso mais…

As emissões de dióxido de carbono nos grandes centros urbanos, provenientes da combustão de combustíveis fósseis são dos principais responsáveis pelo aumento da temperatura média do planeta e, por consequência, das alterações climáticas. O grande aglomerado de pessoas, vivido nas grandes cidades, traz consigo o aumento do número de veículos a circular, quer coletivos, quer individuais. Conhecemos os típicos engarrafamentos, os “pára-arranca” de horas e as filas intermináveis que integram o nosso quotidiano – hoje um pouco diluídos como efeito da atual pandemia que vivemos, e que veio demonstrar que as coisas podem ser de outra maneira

Ora, conscientes destes problemas, as autoridades locais, em conjugação com o esforço das autoridades europeias e nacionais, iniciaram a transição para uma mobilidade urbana mais sustentável e ecológica. A descarbonização do parque automóvel, utilizando veículos elétricos, surge a como uma das soluções.

Face a este novo paradigma de mobilidade, importa adaptar e capacitar as cidades e as redes viárias, dando aos condutores uma oferta crescente de carregadores para os carros elétricos. É expectável que grande parte dos condutores optem por este carregamento junto ao seu emprego ou noutros locais onde possam passar tempo suficiente para carregar o carro na quantidade necessária para chegar ao destino seguinte, como o caso de um supermercado.

A importância e a urgência da mobilidade elétrica na nova mobilidade urbana, implicam o envolvimento de diferentes stakeholders, entre os quais o Lidl, que tem uma postura proativa e pioneira em medidas de sustentabilidade e por conseguinte se assume como agente ativo na criação deste novo paradigma através da instalação de postos de carregamento nas suas lojas. Revolucionando igualmente a poupança de tempo dos cidadãos, exponenciando as suas experiências de compra e aumentando o conforto e comodidade: precisa de ir às compras? Nada como tirar partido desta conjugação estratégica e fazê-lo enquanto deixa o seu carro a carregar no parque de estacionamento da loja. Iniciámos este percurso timidamente em 2016 – em Cascais, Loures e Matosinhos -, ambicionando agora chegar até ao fim do ano com mais de 40 estações de norte a sul do país, contribuindo para o alargamento da cobertura das estações de carregamento, um dos grandes desafios para a ambicionada mobilidade sustentável. Instalaremos postos de carregamento em lojas novas ou remodeladas, que possuam condições para tal.

A aposta na utilização da tecnologia de ponta, que permita atingir uma melhor qualidade de vida para as populações através de elevados níveis de sustentabilidade ambiental, é a nossa visão para o futuro. A ambicionada neutralidade carbónica preconiza-se como uma longa jornada, na qual o empenho do setor empresarial, das famílias e dos stakeholders políticos e institucionais será uma peça basilar para a urgente proteção do nosso planeta.

Vanessa Romeu, diretora de Comunicação Corporativa Lidl Portugal