Transportes

Alemanha testa primeira rodovia elétrica para camiões

Alemanha testa primeira rodovia elétrica para camiões

A Alemanha está a testar a primeira rodovia elétrica para camiões, utilizando linhas aéreas para alimentar grandes plataformas. Um sistema que permite a camiões extrair energia elétrica de cabos aéreos entrou em operação em 10 quilómetros de Autobahn, de acordo com o governo alemão, constituindo o primeiro teste deste tipo numa via pública na Alemanha.

Desenvolvido pela Siemens, o sistema permite que grandes plataformas com equipamentos especiais montados na parte superior do veículo se conectem a linhas elétricas enquanto viajam a velocidades de até 90 quilómetros.

Os camiões funcionam com motores elétricos quando conectados às linhas aéreas e um sistema híbrido quando retornam a uma estrada tradicional, detetando os sensores quando os cabos aéreos estão disponíveis.

A Siemens diz que o seu sistema eHighway combina a eficiência do trilho elétrico com a flexibilidade do transporte por camião, apontando a redução acentuada nas emissões de CO2 e óxidos de nitrogênio como principal benefício.

A Siemens argumenta que o sistema pode ser integrado à infra-estrutura rodoviária existente, tornando-se uma maneira prática de reduzir as emissões e o consumo de energia em locais onde as ferrovias não são viáveis.

O trecho da estrada inaugurado na passada terça-feira faz parte de um elo crucial entre o aeroporto de Frankfurt, um centro global de cargas e um parque industrial próximo, prevendo-se que mais dois trechos da rodovia com o sistema serão abertos em breve.

O governo alemão gastou cerca de 70 milhões de euros para desenvolver camiões que possam usar o sistema, admitindo a Siemens que um proprietário de camião poderia economizar 20.000 euros em combustível ao longo de 100.000 quilómetros.

O transporte por camiões é a fonte de procura de petróleo que mais cresce no mundo, de acordo com o Fórum Internacional de Transporte, que faz parte da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Segundo esta organização, o transporte rodoviário de mercadorias também responderá por 15% do aumento projetado das emissões globais de CO2 até 2050.

Reduzir as emissões de carbono do transporte, incluindo o frete, é uma parte fundamental do Acordo Climático de Paris de 2015, que visa limitar o aquecimento global, bem abaixo de 2 graus Celsius acima dos níveis pré-industriais.

“Os camiões eletrificados são uma solução particularmente eficiente no caminho para o transporte com carbono neutro”, admitiu Rita Schwarzelühr-Sutter, secretária de Estado do Ministério Federal do Meio Ambiente da Alemanha, à imprensa germânica.

De referir que testes e demonstrações da tecnologia eHighway também foram realizados em menor escala na Suécia e perto dos portos de Los Angeles e Long Beach (EUA).