Transportes

ANTRAM diz que novo contrato coletivo de trabalho representa “momento histórico”

ANTRAM diz que novo contrato coletivo de trabalho representa “momento histórico”

A ANTRAM e a Fectrans assinaram recentemente um novo contrato coletivo de trabalho. O documento foi agora publicado no Boletim de Trabalho e Emprego e resulta de um período negocial de dois anos.

Numa nota enviada às redações, a ANTRAM sublinha que este é “um novo contrato coletivo para o setor” e prevê “alterações significativas” em aspetos como a profissionalização do setor com maior responsabilização, flexibilização para as empresas e alteração das estruturas e valore remuneratórios.

“Refira-se que a última revisão salarial para o setor ocorreu em 1997, ou seja, mais de 21 anos passaram sem que houvesse acordo entre os parceiros sociais, no que a aumentos salariais diz respeito. Trata-se, portanto, de um momento histórico no setor do transporte rodoviário de mercadorias, que valoriza o setor e as suas empresas e, ainda, a carreira de motorista de pesados, em Portugal”, acrescenta ainda a associação.

“Reconhece-se que a aplicação do novo CCTV irá implicar um esforço acrescido para as empresas que irão deparar-se com um aumento médio dos seus custos estimado em cerca de 10%. No entanto, a sustentabilidade do setor impunha, há muito, uma alteração no seu enquadramento, de forma a combater alguns dos seus principais constrangimentos. Refira-se, por exemplo, a cada vez mais premente falta de motoristas e a proliferação da concorrência desleal dentro do próprio setor. Apesar do impacto que esta regulamentação traz para a estrutura das empresas, crê-se que o novo CCTV conseguirá trazer maior equidade ao setor, tornando-o também mais atrativo”, conclui.