Transportes

76% das empresas de transporte de mercadorias satisfeitas com qualidade dos serviços ferroviários

IP garante que investimentos de 500 M€ na ferrovia serão executados no próximo ano

A grande maioria das empresas de transporte de mercadorias (76%) está satisfeita com a qualidade dos serviços ferroviários de transporte. Este é um dos resultados de uma consulta realizada em 2017 pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) junto dos utilizadores de serviços ferroviários de passageiros e de mercadorias, bem como aos utilizadores da infraestrutura ferroviária e das instalações de serviço ferroviário.

De acordo com o estudo, quando os respondentes são as associações empresariais, a perceção em relação à qualidade do serviço é menos positiva, com a percentagem de utilizadores satisfeitos a cair para 50%. A matéria em que existe maior insatisfação no transporte de mercadorias é o preço, tendo 90% das empresas respondentes e 75% das associações empresariais qualificado este parâmetro como insatisfatório. O fator ‘Preço’ é também considerado como o mais relevante para a qualidade global e atratividade dos serviços. Por outro lado, a satisfação com a duração do transporte e com a proteção das mercadorias transportadas é elevada, registando taxas de satisfação superiores a 75%.

Na consulta sobre a infraestrutura ferroviária constatou-se que existe uma insatisfação generalizada, quer com a infraestrutura ferroviária (60% de avaliações insatisfatórias), quer com as instalações de serviço (75% de avaliações insatisfatórias). Neste âmbito, destaca-se a insatisfação manifestada pelas empresas ferroviárias com as condições da via ferroviária e com as estações de passageiros. É também possível constatar que as linhas do Minho, Beira-Alta, Oeste, Cascais, Vendas Novas e Alentejo são as que revelam menor satisfação por parte dos inquiridos. No que concerne a aspetos positivos, os utilizadores da infraestrutura ferroviária e das instalações de serviço ferroviário revelam ter um maior nível de satisfação com as atividades de comando e controlo, gestão da capacidade e interação entre IP e empresas.

Informação, atrasos e perturbações causam insatisfação

No que diz respeito aos serviços ferroviários de passageiros, a AMT revela que, em geral, os serviços ferroviários de transporte de passageiros apresentam menores níveis de satisfação nas matérias relacionadas com a informação disponibilizada aos utilizadores, com o tratamento de situações de atraso ou perturbação dos serviços e com a acessibilidade e assistência a utilizadores com deficiência e/ou mobilidade reduzida. Em sentido oposto, as matérias relacionadas com as viagens de comboio (e.g., duração da viagem, disponibilidade da tripulação) obtêm satisfação superior.