Mobilidade

Bosch quer pôr táxis a voar em 2023

Bosch quer pôr táxis a voar em 2023

A Bosch está a criar uma solução tecnológica que promete colocar os táxis a voar já em 2023. De acordo com a companhia alemã, esta tecnologia é “baseada em sensores de última geração” e pretende resolver o problema do congestionamento das estradas, reduzindo a circulação automóvel nos grandes centros urbanos.

A companhia explica ainda que esta pode ser uma solução alternativa à tecnologia aeroespacial, frequentemente cara e pesada para ser usada em táxis voadores autónomos. “Com recurso a sensores Bosch, já em uso em veículos de produção, a unidade de controlo universal é projetada para garantir a capacidade de determinar a posição dos táxis voadores de forma instantânea e constante, permitindo o seu controlo com precisão e segurança”, diz ainda a Bosch.

Marcus Parentis, chefe de equipa da Bosch responsável pelas unidades de controlo incorporadas neste veículo, acrescenta ainda que “através da solução da Bosch, pretendemos tornar a aviação civil com táxis voadores acessível a uma vasta lista de fornecedores (…) Além disso, os sensores da Bosch são especialmente pequenos e leves. Os fabricantes de táxis voadores podem instalar facilmente este componente Bosch nos seus veículos aéreos, utilizando o princípio ‘plug-and-play’”.

Assim, é possível que em 2023 tenhamos já os primeiros táxis voadores a circular pelos céus, com o Boston Consulting Group a prever que em 2030 sejam efetuados mil milhões de voos em todo o mundo, com recurso a táxis voadores, serviço que será prestado também pelas operadoras de carsharing, como a Uber, que está já a desenvolver uma solução própria.