Transportes

British Airways deixa de operar com Boeing 767

British Airways deixa de operar com Boeing 767

Foi na passada semana que a British Airways operou pela última vez os dois últimos Boeing 767 da sua frota. Os aviões da companhia aérea foram enviados para St Athan, no País de Gales, após o seu último voo comercial.

Desde que a British Airways operou o seu primeiro 767, em fevereiro de 1990, a frota destas aeronaves completou mais de 425 000 voos comerciais. “Embora estes aviões tenham sido maioritariamente utilizados para viagens de longo curso, nos últimos anos foram reconfigurados para realizar trajetos de curto curso, incluindo para Atenas e Lárnaca, bem como algumas rotas internas”, explica a companhia áerea britânica.

Recentemente, a British Airways recebeu o 30º Boeing Dreamliner 787, um avião que, de acordo com a companhia, é “40% mais silencioso” e “consome menos 20% de combustível do que outros aviões de tamanho semelhante. Isso significa uma redução nas emissões de dióxido de carbono e óxido de nitrogénio”.

Al Bridger, Director of Flight Operations da British Airways, afirma que “o 767 tem sido uma parte brilhante da nossa frota, fazendo algumas das nossas rotas mais populares e dando a capacidade de oferecer aos clientes o que foi um serviço líder de mercado no seu tempo. Faz sentido que, com a retirada do 767 da frota, tenhamos a nossa 30.ª entrega de outro avião líder no setor, o 787, que oferece aos consumidores uma experiência excecional nos céus”.