Transportes

Carlos Zorrinho defende incentivos para a “descarbonização dos transportes”

Carlos Zorrinho defende incentivos para a “descarbonização dos transportes”

Carlos Zorrinho, eurodeputado do PS, defendeu esta quarta-feira (14 de novembro), em Estrasburgo, que “a descarbonização dos transportes é um imperativo de cidadania, por razões económicas, ambientais e de saúde pública”. Durante uma intervenção sobre normas de desempenho em matéria de emissões de CO2, o eurodeputado português pediu uma liderança forte para a área das tecnologias de redução de emissões nos transportes.

Zorrinho defende que, tendo em conta que os veículos pesados novos são responsáveis por um quarto do total das emissões de transporte rodoviário, ou seja 6% do total das emissões de dióxido de carbono na União Europeia, é preciso habilitar o setor para o esforço de descarbonização.

“Só com uma quota significativa desses veículos poderemos atingir o objetivo de redução de 35% das emissões dos veículos pesados novos até 2030, acima dos 30% propostos pela Comissão Europeia, e uma meta intermédia de 20% para 2025”, defendeu.

“Desafio a indústria europeia a desenvolver, a produzir e a comercializar na Europa, e fora dela, veículos pesados sem emissões ou com baixas emissões. A investigação nesse sentido desse ser incentivada e apoiada”, sublinhou ainda.

“Mas não basta apoiar a indústria. Uma percentagem elevada de operadores de transporte de mercadorias na União são PME. É essencial disponibilizar uma estrutura de incentivos robusta para os apoiar”, concluiu.