Transportes

CEO da Tesla garante que condução 100% autónoma chega no próximo ano

CEO da Tesla garante que condução 100% autónoma chega no próximo ano

Elon Musk, CEO da Tesla, revelou esta semana que os carros da empresa vão integrar um modo de condução autónoma já em 2019. A notícia foi avançada durante um episódio do podcast da Ark Invest, em que Musk foi entrevistado.

“Penso que este ano teremos condução completamente autónoma – o que significa que o carro será capaz de te encontrar num parque de estacionamento, apanhar-te e levar-te até ao teu destino sem qualquer intervenção. Diria que estou certo disso. Não é um ponto de interrogação”, disse o CEO da Tesla, referindo que o sistema precisa, no entanto, da vigilância dos condutores.

“A minha aposta de quando será possível alguém adormecer [no carro] e acordar no seu destino? Provavelmente no final do próximo ano. Aí é quando penso que será seguro fazê-lo”, revelou.

Elon Musk explicou ainda que as inovações desenvolvidas pela empresa têm sido possíveis graças à forma como tem recolhido dados através dos seus veículos.

Tesla cria ‘Dog Mode’

Recentemente, o fabricante automóvel anunciou a introdução de um ‘Dog Mode’ no seu Model 3. Este novo ‘modo’ permite manter o carro com uma temperatura adequada para o cão enquanto o dono está fora e ainda deixar o sistema de som ligado. Para além disso, o sistema informa a quem passar perto do carro que o animal está num ambiente seguro e que o seu tutor regressa em breve.

A marca anunciou ainda a criação de um ‘Sentry Mode’, uma funcionalidade que ativa um modo standby e que permite controlar tudo o que se passa à volta do carro através das câmaras externas instaladas. Assim, se for detetada alguma ameaça o sistema muda para ‘Alert Mode’, fazendo soar p alarme e o sistema de áudio.

Elon Musk já explicou que para que os utilizadores ativem estes modos basta selecionarem a opção no ecrã do carro assim que o estacionarem, ajustando, por exemplo, os limites de temperatura. Para além disso, se a bateria estiver abaixo dos 20%, os utilizadores serão notificados através da app da Tesla.